Septicemia: quais os impactos da doença no organismo? Condição fez Stenio Garcia ser internado às pressas

A doença é grave e pode acabar gerando complicações sérias podendo levar o paciente a óbito.

PUBLICIDADE

O ator Stenio Garcia é um dos artistas veteranos de grande sucesso da televisão brasileira. Ele já deu vida a vários personagens marcantes ao longo de sua carreira. Ele interpretou o Bino do seriado Carga Pesada, um dos marcos de sua trajetória na TV. Atualmente, ele está com 91 anos e afastado das telinhas.

PUBLICIDADE

Os fãs do artista foram surpreendidos com a informação sobre a internação do ator Stenio Garcia. Ele foi internado às pressas com um quadro de septicemia aguda, uma condição considerada grave. O famoso precisou passar por uma bateria de exames neste último domingo, 2 de julho.

Apesar de ser um quadro que inspira cuidados, o ator está respirando normalmente. Ele deu início ao tratamento para eliminar uma bactéria. De acordo com a informação da assessoria do artista, Stenio está com os sinais vitais ótimos.

Septicemia: entenda quais os impactos da doença no organismo

A septicemia, conhecida também como infecção generalizada, sepse ou sépsis, é a resposta do corpo para uma infecção que pode ser provocada por vírus, protozoários, fungos ou bactérias. O organismo depois da contaminação tenta atacar e impedir que a infecção continue se espalhando.

Contudo, quando a infecção se espalha o organismo tem uma resposta inflamatória na tentativa de combater o microrganismo. Tentando combater a infecção, a resposta do sistema imunológico pode acabar gerando a falência dos órgãos.

PUBLICIDADE

Doença é responsável por cerca de 11 milhões de óbitos

O choque séptico é uma possível complicação da condição, pois faz com que a pressão do sangue caia para níveis baixos. Esse processo causa redução da oxigenação dos órgãos comprometendo o funcionamento. De acordo com o Ministério da Saúde, os focos mais comuns estão relacionados a infecção no abdômen, infecção de urina e pneumonia. A enfermidade acaba tirando a vida de aproximadamente 11 milhões de pessoa ao ano no mundo.

O diagnóstico da enfermidade é realizado baseado na identificação do foco da infecção e pelos sinais de mau funcionamento dos órgãos.