in

Médica oncologista explica quais doenças além do câncer, a colonoscopia detecta e quem deve realizar

A cantora Simony descobriu um câncer no intestino durante a realização desse exame.

FOLHA VITÓRIA

No último dia 03/07, a cantora Simony anunciou nas suas redes sociais que recebeu o diagnóstico de um câncer no intestino. Segundo alguns especialistas que atuam na área, quando descoberto no estágio inicial, a doença tem mais de noventa por cento de chance de cura. Logo, o comunicado da famosa acendeu um alerta para a importância da realização do exame feito pela famosa: a colonoscopia.

Publicidade

Conforme os dados do Inca, esse tipo de câncer é o segundo tipo mais comum entre homens e mulheres no país. No entanto, os números também mostram que houve uma queda na taxa de mortalidade nos últimos anos. O principal motivo para isso é o diagnóstico no início e os tratamentos que estão cada vez mais precisos.

A médica Jéssica Ribeiro, falou sobre o exame que é tão necessário. Segundo ela, o mesmo permite analisar toda a parte do intestino grosso e fazer a remoção de pólipos na região, para a biópsia. O exame deve ser feito em homens e mulheres com mais de 45 anos.

Publicidade

Além do câncer, o exame ajuda no diagnóstico de várias doenças. Como:

Hemorróidas: as veias ao redor do ânus ou do reto ficam inflamadas e dilatadas. São causadas pelo esforço durante o processo de evacuação.

Publicidade

Gosta de música? Ouça clássicos das décadas de 70, 80 e 90 agora mesmo | CLIQUE AQUI

Publicidade

Colite: se caracteriza pela inflamação do intestino grosso. Quando adoece, o órgão não tem mais capacidade para absorver os nutrientes necessários.

Publicidade

Pólipos: é o crescimento anormal da mucosa localizada no intestino grosso.

Doença de Crohn: não tem cura, mas caso seja tratada com remédios específicos, pode acontecer o desaceleramento da inflamação que vai da boca até a região anal.

Diverticulite: inflamação que acontece nas paredes do intestino, mais frequente em pessoas que não ingere muita fibra na alimentação, e sofre com prisão de ventre.

Doença celíaca: é autoimune, não tem cura, e a pessoa não pode comer nada que contém glúten.

Publicidade