in

Higiene bucal das crianças: qual é a quantidade correta de creme dental recomendado aos pequenos?

Muitos pais têm dúvida em relação a esse assunto e não sabem qual a quantidade correta deve ser usada no filho.

Reprodução Soumae

Segundo a Associação Espanhola de Pediatria, é recomendado que os pequenos escovem os dentes com cremes dentais específicos para o público infantil. A escovação deve começar logo que surgem os primeiros dentinhos na boca. É importante frisar que a pasta de dente não foi feita para ser engolida.

Publicidade

No entanto, no caso de crianças é uma situação praticamente inevitável. Especialmente quando os pequenos estão na fase de aprender a cuspir. Muitos pais têm dúvida qual é a quantidade de pasta de dente recomendada para as crianças. A resposta para essa pergunta vai ser respondida de acordo com a faixa etária do pequeno.

A quantidade ideal vai variar conforme a idade da criança. Veja abaixo e entenda melhor sobre o assunto.

Publicidade

De 0 a 3 anos

Nessa faixa de idade acontece a calcificação dos incisos e molares permanentes. Por esse motivo, é muito importante controlar a quantidade de flúor ingerida pelo pequeno para que não ultrapasse. O recomendando é uma mancha do tamanho de um grão de arroz. Vale frisar que os responsáveis é que devem cuidar da higiene bucal nessa fase.

Publicidade

Gosta de música? Ouça clássicos das décadas de 70, 80 e 90 agora mesmo | CLIQUE AQUI

Publicidade

De 3 a 6 anos de idade

Nessa fase a quantidade recomendada é a do tamanho de um grão de ervilha. A sugestão é que seja feita ao menos duas escovações ou quatro ao dia. Sempre que a criança ingerir alimentos como refrigerantes ou doces é importante fazer a higienização.

Publicidade

A partir de 6 anos

Nesta faixa etária a criança já pode começar a fazer uso de pasta dental usado pelos adultos. A quantidade pode ser aumentada, sendo em torno de dois centímetros. Os pequenos dessa idade já conseguem controlar a capacidade de cuspir.

O flúor é um aliado para um dente saudável

O mineral tem vários benefícios, pois eleva a resistência do esmalte, reduz a proliferação de bactérias e ajuda a favorecer a mineralização dos dentes. Isso quer dizer que reduz de forma significativa o risco de cárie. Seu uso é recomendado, mas precisa ser feito com responsabilidade e orientação de um profissional da área.

Contudo, é importante ressaltar que o uso excessivo pode causar consequências negativas, especialmente nos dentes que estão em formação.

Publicidade

Escrito por Shyrlene Souza

Redatora na web desde 2016, formada em ciências contábeis, apaixonada pela redação desde criança. Escrevo sobre assuntos diversos, famosos, maternidade e notícias que se destacam no Brasil e no mundo.