in

Bebê não faz cocô, quando devo me preocupar?

Saiba até quando é normal um bebê ficar sem fazer cocô e veja como ajudá-lo.

Canva Free

A maioria dos pais já deve ter enfrentado alguma dificuldade com o bebê relacionada ao intestino da criança, quando o bebê é recém-nascido e os pais ainda não entendem a rotina intestinal da criança, as coisas ficam ainda mais alarmantes e podem gerar dúvidas se o bebê está ou não com prisão de ventre.

Publicidade

É normal ficar sem fazer cocô?

Diferente dos adultos, é comum o bebê ficar até uma semana sem fazer cocô, só é importante que os pais prestem atenção a quantidade de dias que o bebê fica sem evacuar, a textura do cocô do bebê (sé é seco ou pastoso), e aos sinais que o bebê pode apresentar como irritabilidade e dor.

Publicidade

Quando um bebê fica sem fazer cocô por muitos dias, ele tende a ficar irritadiço, com o abdome inchado e sentindo dores. Diante disso, é muito importante que os pais saibam identificar quando o bebê está com constipação para poderem ajudá-lo a evacuar sem sofrimento.

Publicidade

Gosta de música? Ouça clássicos das décadas de 70, 80 e 90 agora mesmo | CLIQUE AQUI

Publicidade

Os pais precisam estar atentos, pois nem sempre ficar sem evacuar significa que o bebê está doente. Os sistemas da criança estão em constante desenvolvimento, diante disso, deixar a fralda limpa não deve ser motivo para preocupação até certo ponto. Se o seu bebê ficou sem evacuar por alguns dias, mas não está apresentando sintomas como dor, hemorroidas ou machucados na região anal, fique tranquilo, pois isso pode significar apenas que o intestino do seu bebê está preguiçoso. Entre um e dois meses a rotina intestinal também pode ser alterada pela maturação do sistema digestivo da criança.

Publicidade

Quando devo me preocupar?

Os pais precisam se preocupar se o bebê começar a indicar outros sintomas de problemas intestinais, pois, quando o bebê esboça um conjunto de sintomas como: vômitos, sangramentos retais, dormir muito, micção reduzida, falta de apetite e abdômen distendido, esses sintomas indicam um problema intestinal congênito. Nesse caso é imprescindível que um médico seja procurado.

Publicidade

Escrito por Tati Jesus

Estudante, escritora e apaixonada pela verdade, tenho como meta levar a notícia de forma clara e real. Amo ler e percebo a cada dia que um mundo melhor se faz quando o conhecimento que adquirimos é colocado em prática.