in

Remédios para ansiedade podem afetar o cérebro e acelerar demência

Estudo realizado no Reino Unido fez uma importante descoberta para a ciência.

Canva Free

A ansiedade é uma enfermidade que tem sido amplamente descoberta em pessoas nesse século. Para controlar os sintomas, muitos médicos estão prescrevendo medicamentos ansiolíticos. Mas, um estudo realizado no Reino Unido apontou que alguns medicamentos para ansiedade podem afetar o cérebro humano e trazer riscos para a saúde da mente, no longo prazo.

Publicidade

Remédios para ansiedade podem ser nocivos ao cérebro

Segundo especialistas da Organização Australiana de Ciência e Tecnologia Nuclear (ANTSO), o uso prolongado desses medicamentos, amplamente prescritos por médicos de todo o mundo, acaba afetando as espinhas dendríticas que atuam nos neurônios, ativando as células.

Publicidade

Richard Banti, professor e um dos autores do estudo, avaliou que o uso de remédios para a ansiedade, a longo prazo, podem ocasionar a aceleração da demência. O estudo teve como foco o estudo das células microgliais do cérebro: “São células pequenas e altamente móveis que fazem parte da matriz não neuronal na qual as células nervosas estão inseridas”, disse ele em entrevista à Neurosciencenews.

Publicidade

Gosta de música? Ouça clássicos das décadas de 70, 80 e 90 agora mesmo | CLIQUE AQUI

Publicidade

Remédios podem acelerar a demência

Através do estudo, ficou comprovado que o uso de drogas ansiolíticas (o diazepan, por exemplo, utilizado para ansiedade, abstinência de álcool, além do tratamento de espasmos musculares ocasionados por outras doenças), por um tempo prolongado pode alterar o funcionamento do cérebro.

Publicidade

A esperança dos pesquisadores é conseguir uma nova opção de remédios para a ansiedade que não causem danos ao cérebro, a partir dos conhecimentos conquistados na recente pesquisa.

Publicidade

Escrito por Tati Jesus

Estudante, escritora e apaixonada pela verdade, tenho como meta levar a notícia de forma clara e real. Amo ler e percebo a cada dia que um mundo melhor se faz quando o conhecimento que adquirimos é colocado em prática.