in

Ratanabá: tudo sobre a teoria falsa de uma cidade perdida nas profundezas da Amazônia

Rumores de cidade submersa na Amazônia de nome Ratanabá repercute na internet.

Reprodução/Seleções/Dakila Pesquisas/Mundo Conectado

Os rumores da cidade perdida de Ratanabá tem ganhado a internet nos últimos dias e viralizado nas redes sociais. Esse nome está sendo atribuído a uma teoria, sem fundamentos, de uma civilização com mais de 450 milhões de anos, que está perdida na Amazônia do Brasil.

Publicidade

Os boatos começaram a ser divulgados no site Dakila Pesquisas, uma instituição que não tem elo com nenhuma faculdade ou órgão oficial científico. Tal instituto ainda defende ideias sem comprovação na ciência, como a teoria da terra plana, algo já comprovado ser falsa há séculos, além de se posicionarem contra vacinas, as quais salvam vidas há décadas.

Ratanabá seria uma cidade perdida na Amazônia

O termo Ratanabá, que seria de uma cidade perdida na Amazônia, tem sido um dos mais buscados no Google, apresentando um grande salto no número de pesquisa entre os dias 5 e 11 de junho. O assunto também tem sido frequente nas redes sociais como TikTok e Twitter.

Publicidade

De acordo com o site Dakila Pesquisas, essa “cidade perdida” tem por volta de 450 milhões de anos, sendo fundada pelos Muril, que segundo eles, é o primeiro povo a habitar o planeta Terra há aproximadamente 600 milhões de anos. A ciência aponta que essa teoria é inviável, considerando as características desse tipo de civilização no local.

Publicidade

Gosta de música? Ouça clássicos das décadas de 70, 80 e 90 agora mesmo | CLIQUE AQUI

Publicidade

Além disso, segundo contagens da ciência e estatísticas de tempo real, a humanidade tem cerca de 300 mil anos. O Homo Sapiens, que originou os primeiros povos, surgiu no continente africano. Outro apontamento científico que contradiz esse rumor é que os dinossauros foram extintos há 65 milhões de anos.

Publicidade

Rumor de cidade perdida na Amazônia

Os rumores dessa cidade perdida e de uma teoria sem qualquer fundamento científico, começaram depois da vinda de Elon Musk ao Brasil, se intensificando ainda mais após o desaparecimento do jornalista Dom Phillips e do indigenista Bruno Pereira.

Publicidade

Escrito por Nado C.

Sou formado em Sistemas de Informação com pós-graduação em Gerenciamento de Projetos em T.I. Além de atuar como programador há 10 anos, trabalho também como redator há cerca de 4 anos, o que fez despertar uma nova paixão e hoje também sou graduado em Letras - Português e Inglês. Escrevo sobre tudo o que envolve o mundo do entretenimento, além de falar sobre esportes e as principais notícias do dia a dia. Pode entrar em contato comigo através do e-mail nado_news@hotmail.com .