in

Jovem opera apêndice, mas médicos acham 270 pedras em sua vesícula

A jovem foi diagnosticada com apendicite, mas sua vesícula também foi retirada.

Reprodução/ arquivo pessoal

Uma fotógrafa de São Paulo teve uma curiosa surpresa após passar por uma cirurgia para remover o apêndice e descobrir ter centenas de pedras na vesícula. Ludmila Teixeira Lourenço, de 31 anos, disse que sofria há anos com dores nas costas.

Publicidade

Após retornar de uma viagem de trabalho, a fotógrafa, conhecida como Lud Lower, por seus trabalhos artísticos, começou a sentir dores abdominais muito fortes, além disso, ela também teve episódios de vômito, então decidiu ir ao hospital. Lá ela realizou alguns exames e descobriu que seu apêndice estava inflamado.

Como a apendicite é algo grave, os médicos logo internaram Ludmila para fazer a cirurgia. O que ela não sabia é que quando acordasse da anestesia após a realização da videolaparoscopia receberia a notícia de que haviam 270 pedras em sua vesícula.

Publicidade

Segundo Ludmila, o enfermeiro que a estava aguardando acordar mostrou para ela um saquinho que continha todas as pedras que foram retiradas de sua vesícula. Paulo Tosi, médico que operou a jovem, contou que nunca havia tido um caso como esse, pois o máximo de pedras que ele havia extraído de um paciente foram 10 cálculos.

Publicidade

Gosta de música? Ouça clássicos das décadas de 70, 80 e 90 agora mesmo | CLIQUE AQUI

Publicidade

Ludmila contou que em dezembro de 2020 havia feito um exame que acusou pedra na vesícula, mas, como na época o mundo enfrentava a pandemia, o plano de saúde não estava cobrindo cirurgias consideradas eletivas. Ela vivia desde então a base de medicamentos analgésicos. “Sentia muitas dores e passei três anos à base de dipirona” disse ela.

Publicidade

Conforme relatou a fotógrafa, em abril deste ano ela chegou a ir para o hospital com dores insuportáveis, mas após exames serem realizados, os médicos não constataram nada em sua vesícula.

Publicidade

Escrito por Tati Jesus

Estudante, escritora e apaixonada pela verdade, tenho como meta levar a notícia de forma clara e real. Amo ler e percebo a cada dia que um mundo melhor se faz quando o conhecimento que adquirimos é colocado em prática.