in

Análises apontam se a varíola dos macacos pode ser transmitida pelo ar; vírus faz vítimas no Brasil

Os levantamentos foram feitos por uma agência reguladora do governo dos Estados Unidos.

Fotomontagem: OlharDigital / Russel

De acordo com o Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos Estados Unidos, o vírus responsável pela chamada varíola dos macacos não é capaz de permanecer em suspensão no ar. O levantamento foi divulgado na última quinta-feira (09) e explica porque pessoas que compartilharam voos com pacientes infectados não receberam o contágio da doença, ainda que tenham permanecido por várias horas no mesmo ambiente fechado.

Publicidade

Transmissão da varíola dos macacos é diferente da Covid-19

A maneira como o vírus da varíola dos macacos se comporta é diferente de outras doenças infecciosas, a exemplo da Covid-19. O contágio acontece principalmente quando a pessoa tem contato com feridas de um paciente infectado, ou mesmo em materiais que encostaram nas erupções cutâneas, como roupas e lençóis.

Outra forma de contágio da varíola dos macacos é por meio de secreções respiratórias, nos casos em que duas pessoas conversam de maneira muito próxima. Em contrapartida, conversas casuais, passando por alguém doente ou encostando em objetos como maçanetas, por exemplo, o vírus não é transmitido.

Publicidade

Os cientistas ainda estão analisando outros fluidos corporais que tenham potencial de transmissão do vírus. É o caso do sêmen, conforme informações divulgadas pela CDC.

Publicidade

Gosta de música? Ouça clássicos das décadas de 70, 80 e 90 agora mesmo | CLIQUE AQUI

Publicidade

Desde que o primeiro paciente foi identificado com varíola dos macacos no Reino Unido, pelo menos 1.500 pessoas estão contaminadas em todo o planeta. Os pacientes estão distribuídos em mais de 30 países onde a doença não é endêmica, incluindo três registros em território brasileiro.

Publicidade
Publicidade

Escrito por Henrique Furtado

Henrique Furtado é um redator com vasta experiência no jornalismo online. Solidificou sua carreira com coberturas marcantes sobre os principais acontecimentos no Brasil e no mundo ao longo da última década. Suas especialidades englobam desde os bastidores da política, versando por esportes, atualidades e, claro, tudo o que acontece no mundo dos famosos. Está sempre ligado para entregar, em primeira mão, as últimas novidades para os seus leitores, 24 horas por dia, 7 dias por semana, 365 dias por ano.

Contato: henriquefurtado.jornalista@gmail.com