in

Essa simples manchinha pode tirar a sua vida; fique atenta aos sinais em caso que serve de alerta

Aparecimento de pintas ou manchas disformes que crescem é o principal alerta para um melanoma.

Getty Images via BBC

Ao ir em um salão de beleza para dar um ‘trato’ nas madeixas, os clientes sempre esperam por uma conversa descontraída e com temas mais leves, como as últimas rodadas no esporte, a vida das celebridades, fofocas de cidade pequena ou notícias do momento.

Publicidade

Porém, um cliente foi alertado por seu cabeleireiro sobre uma pinta disforme em seu couro cabeludo e o orientou a procurar um médico. Ele tinha a suspeita de que a mancha vista era um melanoma, um tipo de tumor progressivo e que pode ser fatal.

Cabeleireiro alerta cliente

O repórter André Biernath, da BBC, relatou como foi esse apontamento. “Enquanto mexia e cortava o meu cabelo, ele notou uma mancha suspeita (parecida com a imagem que abre esta reportagem) debaixo de alguns fios, perto da orelha direita”, disse.

Publicidade

Como ele era jornalista da área da saúde e já tinha lido e escrito muito sobre a doença, ele agendou na mesma semana uma consulta. Após as primeiras análises pelo médico, foi agendada uma cirurgia de retirada. Depois do resultado da biópsia, ele teve um alívio, uma vez que felizmente em seu caso era uma alteração benigna, sem algo mais grave. Mesmo assim, ele deve acompanhar uma possível evolução anualmente.

Publicidade

Gosta de música? Ouça clássicos das décadas de 70, 80 e 90 agora mesmo | CLIQUE AQUI

Publicidade

Diagnóstico de melanoma

O diagnóstico tardio da doença é preocupante, sendo assim, é preciso ficar alerta aos primeiros sinais. Pintas ou manchas disformes; bordas irregulares ou borradas, cores entre branco, cinza, marrom e preto; diâmetros maiores de 5 milímetros; e evolução. Esses são os cinco principais sintomas. Procure um médico sobre qualquer pinta que você tenha e nunca foi avaliada.

Publicidade

Prevenção do melanoma

As principais formas de prevenção da doença são: uso de protetor solar, evitar ficar sem camiseta no sol, e sempre usar óculos escuros e chapéu para cobrir áreas sensíveis. A prevenção deve ser feita sempre. O INCA aponta que mais de 1,9 mil pessoas perdem a vida anualmente para a patologia.

Publicidade

Escrito por Nado C.

Sou formado em Sistemas de Informação com pós-graduação em Gerenciamento de Projetos em T.I. Além de atuar como programador há 10 anos, trabalho também como redator há cerca de 4 anos, o que fez despertar uma nova paixão e hoje também sou graduado em Letras - Português e Inglês. Escrevo sobre tudo o que envolve o mundo do entretenimento, além de falar sobre esportes e as principais notícias do dia a dia. Pode entrar em contato comigo através do e-mail nado_news@hotmail.com .