in

Homem vai parar em hospital após se distrair com celular no vaso sanitário; todo cuidado é pouco

Sabri Tazali não percebeu que havia uma víbora dentro do vaso sanitário.

Foto: Reprodução/Twitter

Uma das coisas mais comuns na atualidade é passar alguns minutinhos a mais usando o banheiro por estar distraído no celular. Seja jogar joguinhos, ler notícias ou zapear as redes sociais, o smartphone acabou se tornando para muitos um item indispensável na hora de fazer suas necessidades.

Publicidade

O problema é quando o aparelho toma toda a atenção do indivíduo e o impede de ver o perigo que está correndo. É o que aconteceu com um homem na Malásia, que se sentou no vaso sanitário para fazer o número 2 e não percebeu que havia uma cobra lá dentro.

Sabri Tazali estava tranquilo no vaso e enquanto jogava em seu smartphone sentiu uma picada em suas nádegas. Foi como se “uma lâmina estivesse cortando o seu traseiro”. O homem se levantou assustado e ficou ainda mais apavorado ao ver que tinha uma víbora no vaso sanitário.

Publicidade

O malaio saiu correndo e chamou os bombeiros, que capturaram o animal. Por sorte se tratava de uma píton, que não tem veneno. Por conta disso, Sabri Tazali não precisou tomar um antiofídico, e sim uma injeção antitetânica.

Publicidade

Gosta de música? Ouça clássicos das décadas de 70, 80 e 90 agora mesmo | CLIQUE AQUI

Publicidade

O caso da Malásia aconteceu em março, mas viralizou nas redes sociais nas últimas semanas. Muito se deve ao fato de Sabri Tazali ter voltado ao hospital após ter encontrado a metade de uma presa da cobra ainda em sua nádega. “Ela quebrou provavelmente porque eu puxei a cobra com força“, afirmou ele.

Publicidade

Após o episódio traumático, Sabri Tazali trocou seu vaso sanitário e passou algumas semanas utilizando o banheiro de uma mesquita local para não usar o de sua casa.

Publicidade

Escrito por Jean Marangoni

Influenciador digital responsável pelas páginas 'Mussum Sinceris' nas redes sociais, trabalho também com jornalismo online há 3 anos. Para sugestões entre em contato: jeanmarangoni@gmail.com