in

Marca da vacina indica proteção contra varíola dos macacos? Especialistas explicam tudo

Varíola humana foi erradicada há décadas, enquanto a dos macacos foi confirmada em 17 países.

Reprodução/Twitter/DOMÍNIO PÚBLICO (VIA WIKIPEDIA)

A varíola dos macacos está preocupando autoridades sanitárias em todo o mundo, tanto que alguns países já informaram sobre a necessidade de vacinação. A doença foi identificada em pelo menos 17 países, sendo confirmada pela Organização Mundial de Saúde.

Publicidade

No Brasil ainda não há a previsão de uma campanha de vacina contra a doença, que já foi erradicada há mais de 40 anos, mas causa estado de alerta após infecções dessa nova variante.

Marca da vacina indica proteção contra Varíola dos Macacos

A varíola é considerada erradicada no Brasil há mais de 40 anos. Depois de muitos avanços científicos, a doença, que tinha índice de mortalidade em 30%, foi eliminada do país em 1971. Já no mundo, a patologia desapareceu em 1979.

Publicidade

Estudos mostram que a vacinação contra a varíola humana (smallpox) tem 85% de eficácia na prevenção da varíola dos macacos. Porém, como a doença foi erradicada há décadas, não há vacinas disponíveis para a população em geral. A vacina da BCG é a que causa a famosa marca no braço, assim como a vacina contra a varíola.

Publicidade

Gosta de música? Ouça clássicos das décadas de 70, 80 e 90 agora mesmo | CLIQUE AQUI

Publicidade

Em entrevista para o portal G1 o professor de Harvard, dos EUA, John Ross, explicou que as cicatrizes da BCG são menores e podem não provocar sulco, como as provocadas pela vacina contra a varíola. Até um profissional de saúde pode ter dificuldade em identificar as marcas.

Publicidade

Tania Maria Fernandes, da Fiocruz, informa que no Brasil é “impossível” saber com certeza quem já tomou o imunizante, mas ressalta que ninguém mais foi vacinado no Brasil depois de 1971.

Vacinas contra a varíola dos macacos

Atualmente há duas vacinas contra a varíola: ACAM200 e JYNNEOS. Nenhuma delas está disponibilizada amplamente.

Agências de segurança e centros de controle ressaltam que tais imunizantes podem ser utilizados para controlar o surto da nova doença. No momento, a vacinação só é indicada em países com casos positivos e nas pessoas que tiveram contato com infectados.

Publicidade

Escrito por Nado C.

Sou formado em Sistemas de Informação com pós-graduação em Gerenciamento de Projetos em T.I. Além de atuar como programador há 10 anos, trabalho também como redator há cerca de 4 anos, o que fez despertar uma nova paixão e hoje também sou graduado em Letras - Português e Inglês. Escrevo sobre tudo o que envolve o mundo do entretenimento, além de falar sobre esportes e as principais notícias do dia a dia. Pode entrar em contato comigo através do e-mail nado_news@hotmail.com .