in

É você Juma? Vídeo mostra mulher ‘virando onça’ ao esperar o marido na porta de motel

Vídeo bizarro, que mostra um possível flagra de traição, foi gravado em Belém do Pará.

REPRODUÇÃO REDES SOCIAIS

Cada pessoa reage de uma maneira à dor de uma traição. Tem aqueles que choram, tem aqueles que sentem raiva ou culpa, aqueles que perdoam, aqueles que partem para a agressão, e há até quem vire onça. É o que mostra um vídeo que tem viralizado nas redes sociais nos últimos dias.

Publicidade

Uma mulher, ainda não identificada, virou assunto na web ao ser flagrada na porta de um motel ‘virando onça’. O vídeo foi gravado em Belém do Pará e mostra a moça se abaixando na porta do estabelecimento, como se fosse uma onça pronta para dar o bote.

Segundo relatos, a mulher teria descoberto uma traição do marido e foi até o motel para preparar uma emboscada para ele e para a suposta amante. Agachada como uma onça, a mulher traída começou a gritar pelo marido, que obviamente não a respondeu.

Publicidade

A cena bizarra gerou muitos comentários nas redes sociais e muitas pessoas associaram a esposa traída com Juma e Maria Marruá, da novela Pantanal, da TV Globo. Na trama, que é um remake da clássica novela exibida originalmente pela extinta Manchete, Maria Marruá (Juliana Paes) ganha o poder de se transformar em onça para proteger sua filha Juma (Alanis Guillen). Com a morte de Maria Marruá, esses poderes foram repassados para Juma, que em uma cena vira onça para se defender de um estuprador. Ela, inclusive, arranca a orelha do homem com uma mordida.

Publicidade

Gosta de música? Ouça clássicos das décadas de 70, 80 e 90 agora mesmo | CLIQUE AQUI

Publicidade

Infelizmente, para os curiosos, o vídeo em questão é bem curto e o desfecho da história da Juma de Belém do Pará ainda não foi revelado publicamente. Portanto, ainda não se sabe se ela arrancou a orelha do marido traidor.

Publicidade
Publicidade

Escrito por Jean Marangoni

Influenciador digital responsável pelas páginas 'Mussum Sinceris' nas redes sociais, trabalho também com jornalismo online há 3 anos. Para sugestões entre em contato: jeanmarangoni@gmail.com