in

Por coincidência, jovem descobre câncer após alerta do professor na aula: ‘Quando soube, o mundo desabou’

A estudante foi chamada para servir de modelo durante uma aula quando o professor desconfiou que algo estava errado.

Reprodução G1

Era para ser apenas mais um dia de aula comum para Gabriella Barboza, jovem estudante de medicina. Os alunos estavam aprendendo exames físicos na região do pescoço e cabeça. Em um determinado momento, o professor chamou a jovem para que fosse usada como modelo durante o exame. Outros estudantes já haviam participado da aula.

Publicidade

Gabriella foi chamada justamente para a técnica que ensinava a examinar a tireoide. Enquanto o docente examinava a estudante na frente da turma, ela notou que tinha algo diferente na reação dele. No final da aula, a jovem resolveu perguntar ao professor se tinha alguma coisa errada quando ele examinou o pescoço. Foi então que recebeu a orientação de dar uma olhadinha.

Após o alerta, a estudante de medicina foi submetida a exames de diagnosticaram um câncer de tireoide. A aula que aconteceu em meados do mês de outubro de 2020 foi fundamental na vida da jovem. “Acho que se eu não tivesse ido naquele dia, talvez não descobrisse tão cedo a doença, o meu diagnóstico demoraria muito mais e poderia ser mais grave”, ressaltou Gabriella que já tem 22 anos atualmente.

Publicidade

Na época, ela cursava o terceiro semestre do curso e não apresentava nenhum tipo de sintoma. Na verdade, a jovem sequer havia notado qualquer alteração no local. O professor contou durante uma entrevista que percebeu que a tireoide da aluna tinha um aumento significativo e assimétrico e esse teria sido um dos motivos para chama-la para servir de modelo na demonstração do exame.

Publicidade

O professor disse que a primeira estudante que usou como modelo possuía uma tireoide pequena, algo que é considerado normal. Foi quando olhou rápido os estudantes e Gabriella acabou chamando atenção. Ele ressalta que foi muita sorte a jovem ter a alteração anatômica justamente na aula de exame de pescoço e cabeça. Um dia depois do alerta na aula, ela procurou o médico que investigou o caso chegando ao diagnóstico de carcinoma papilífero da tireoide.

Publicidade

“Quando soube, o mundo desabou. Eu fiquei pensando: sou uma pessoa muito nova pra enfrentar isso. Chorei bastante e não queria acreditar naquilo”, disse a estudante. Nódulos na região da tireoide são comuns e na maior parte dos casos a identificação é fácil devido a localização.

Publicidade