in

Cólica em bebês: como a amamentação, o tipo de parto e estresse podem influenciar nas dores do recém-nascido

As cólicas acontecem por causa da imaturidade do sistema digestivo da criança nos primeiros meses de vida.

Foto de Sarah Chai no Pexels

As cólicas nos bebês é algo bem desagradável para os pequenos. Elas ocorrem devido à imaturidade do sistema digestivo da criança. Nos primeiros meses de vida, os recém-nascidos não tem capacidade de processar os alimentos de maneira completa, mesmo que seja somente o leito materno.

Publicidade

Aliás, o leito materno é recomendado durante os primeiros seis meses de vida. Em crianças prematuras, as cólicas podem ter uma ocorrência maior. Contudo, é necessário saber que alguns fatores podem elevar o risco de cólica, segundo especialistas. Alguns podem ter relação com a microbiota intestinal.

A flora intestinal possui um importante papel no processo de digestão, absorção dos nutrientes e no desenvolvimento do sistema imunológico. Veja abaixo alguns desses fatores.

Publicidade

Tipo de parto

Crianças que nascem por parto cesárea tem chance maior de sofrer com as cólicas. Isso já foi comprovado cientificamente. Quando o bebê vem ao mundo por parto normal entra em contato com a flora da mãe. A falta desse contato com as boas bactérias faz com que o intestino do recém-nascido nasça pobre em termos de microbiota.

Publicidade

Amamentação

O leite materno tem um teor de lactose alto e isso pode provocar as cólicas durante o processo de fermentação, pois o sistema digestivo ainda é imaturo. “O leite materno tem três fases: uma mais aguada, depois a branca, e por fim o leite fica mais amarelado, com maior teor de proteínas e gordura. É nessa última que tem enzimas que quebram a lactose, importante para diminuir o desconforto para o bebê”, explica o médico pediatra Tadeu Fernando Fernandes. Por esse motivo, a orientação para as mães é esvaziar uma mama antes de oferecer a outra. O especialista também frisa que a alimentação por fórmula também eleva os riscos de cólicas nas crianças.

Publicidade

Hábitos na gravidez

Alguns hábitos da mulher durante a gravidez pode influenciar as cólicas nos recém-nascidos. Algumas medicações e até o mesmo o estresse contribuem para o desenvolvimento da condição.

Como reconhecer a cólica no bebê

Geralmente, elas acontecem durante o período da tarde e da noite. As crianças podem dar sinais como arquear as costas, esticar as perninhas, fechar as mãos, ficar com a barriguinha inchada e soltando gases.

Publicidade

Escrito por Shyrlene Souza

Redatora na web desde 2016, formada em ciências contábeis, apaixonada pela redação desde criança. Escrevo sobre assuntos diversos, famosos, maternidade e notícias que se destacam no Brasil e no mundo.