in

Você tem essas bolinhas endurecidas no rosto? O que são, como surgem e como resolver o problema

Muitas pessoas tem a condição, mas sequer sabem como lidar com essas bolinhas endurecidas.

Reprodução UOL

Você tem essas bolinhas endurecidas pelo rosto? Muitas pessoas têm, mas sequer sabem o que são. Na verdade, a aparência e o nome são peculiares, os pequenos cistos endurecidos que surgem na pele, com uma certa frequência no rosto, são cientificamente chamados de milium.

Publicidade

A inspiração do nome vem de um gênero botânico de gramínea. Em latim a palavra é escrita millium, sendo o seu plural milia. Já em português a grafia é mílio, conforme explicação do médico dermatologista Mario Cezar Pires. Com uma com esbranquiçada e formato arredondado, a lesão que acomete a pele pode se manifestar em crianças e adultos. Porém, vale ressaltar que a condição é mais comum entre o público jovem do gênero feminino.

O problema pode acometer com maior frequência as pessoas que possuem pele oleosa ou que utilizam maquiagens e cosméticos inadequados. A condição é formada por queratina em uma cápsula composto de epitélio. Muitos acreditam que o conteúdo é sebáceo devido à aparência que também pode ter um tom amarelado, segundo informação da especialista Karina Passos, dermatologista que atua na prefeitura da cidade de Recife.

Publicidade

O milium tem cerca de 1 a 4 milímetros de diâmetro, podendo ser múltiplos ou em placa. A causa é a oclusão da saída do folículo piloso. É importante frisar que o problema é mais comum em peles com acne. No rosto, eles costumam aparecer no nariz, bochechas e ao redor dos olhos. Mas, podem surgir em outras partes do corpo.

Publicidade

São classificados em dois tipos, os primários e os secundários. O primário ou congênito aparece no rosto espontaneamente. Os bebezinhos que acabaram de nascer podem apresentar diversos pontinhos brancos no rosto por um período. O fato ocorre devido à retenção sebácea transitória e vai regredindo sem necessidade de nenhuma intervenção.

Publicidade

Já o tipo secundário pode surgir em qualquer região do corpo podendo estar relacionado com algum procedimento na pele, trauma cirúrgico, dermatoses raras e outras condições. Não se deve cutucar o milium, sendo o ideal buscar ajuda de um dermatologista ou esteticista.

Publicidade