in

Idoso que jogou na Mega-Sena com dinheiro de latinhas e ganhou R$ 10 milhões é vítima de golpe e perde tudo

Fredolino José Pereira, de 71 anos, comprou uma agência funerária ao lado de um ex-sócio, o qual viria a desviar todo o dinheiro do prêmio.

Todo Dia/Divulgação | Band/Reprodução

O sonho de ganhar na loteria e se tornar um milionário, para o Senhor Fredolino José Pereira, de 71 anos, virou um grande pesadelo. O idoso acertou os números da Mega-Sena em 2018, faturando uma bolada de pouco mais de R$ 10 milhões. Preocupado com o seu futuro, reservou parte do dinheiro para um investimento, adquirindo uma agência funerária ao lado de um sócio.

Publicidade

Idoso que ganhou na Mega-Sena é vítima de golpe

Ocorre que nos últimos meses o idoso foi vítima de sucessivos golpes, os quais foram os responsáveis por limpar a conta bancária, deixando poucos centavos do universo de R$ 10 milhões depositados a título do prêmio de loteria. Segundo ele, o responsável pelo crime foi o próprio ex-sócio, tendo o caso sido registrado na cidade de Viamão, localizada no Estado do Rio Grande do Sul.

O caso foi levado ao conhecimento da Polícia Civil do Estado, que deu início aos trabalhos investigativos. Os agentes descobriram que além do ex-sócio, outros três terceiros também estão envolvidos no crime. Nos últimos anos, um deles chegou a adquirir um sítio e 10 automóveis, supostamente com o dinheiro do prêmio de loteria de Fredolino.

Publicidade

De acordo com o delegado Juliano Ferreira, responsável pelas investigações, a vítima deu o seu cartão bancário ao ex-sócio para que o mesmo realizasse o pagamento dos funcionários da agência funerária. Desde então, os golpes nunca foram cessados, até que todo o dinheiro fosse consumido de sua conta bancária.

Publicidade

“A partir da aquisição dessa funerária, começaram os golpes e os furtos praticados contra a vítima. Imediatamente, logo depois da compra, com a justificativa de pagar funcionários, [o suspeito] pediu o cartão bancário da vítima e, a partir dali, não devolveu mais: começou a fazer sucessivos saques”, foram as informações prestadas pelo delegado em entrevista concedida ao portal de notícias G1.

Publicidade

Vítima de golpe lamenta ter confiado em quem não deveria

À mesma fonte, o Senhor Fredolino afirmou que está buscando na Justiça a recuperação de ao menos parte de seu patrimônio consumido. Segundo ele, o grande erro foi “acreditar em quem não deveria”, sendo completamente enganado após prestar toda a sua confiança ao golpista.

Publicidade

Escrito por Henrique Furtado

Henrique Furtado é um redator com vasta experiência no jornalismo online. Solidificou sua carreira com coberturas marcantes sobre os principais acontecimentos no Brasil e no mundo ao longo da última década. Suas especialidades englobam desde os bastidores da política, versando por esportes, atualidades e, claro, tudo o que acontece no mundo dos famosos. Está sempre ligado para entregar, em primeira mão, as últimas novidades para os seus leitores, 24 horas por dia, 7 dias por semana, 365 dias por ano.

Contato: henriquefurtado.jornalista@gmail.com