in

Traumatismo craniano pode deixar sequelas? Gravidade da lesão depende da pancada

O traumatismo craniano é uma lesão que apresenta classificação que pode desencadear sequelas no paciente.

(Reprodução/Pixabay/Fotomontagem)

O traumatismo craniano é uma lesão na região do crânio provocada, geralmente, por pancadas fortes ou traumas na região da cabeça. Podendo atingir o cérebro, a lesão ainda pode desencadear sangramentos e coágulos no paciente. Esse tipo de caso ocorre com frequência em acidentes de trânsitos, quedas ou mesmo durante práticas esportivas. 

Publicidade

As lesões na região da cabeça, portanto, geram o traumatismo craniano, podendo ser leves e inofensivas ou até mesmo graves e desencadear sequelas. O que preocupa no quadro de traumatismo craniano é, definitivamente, o aparecimento de sangramentos e coágulos, pois estes podem ocasionar sequelas a curto, médio e longo prazo.

Traumatismo craniano e as possíveis sequelas

Para este tipo de lesão, há uma classificação de leve, moderado ou grave, abrangendo desde pancadas sutis na cabeça até choques mais intensos, estes que podem causar sequelas no paciente. O traumatismo craniano pode levar a sequelas físicas ou ainda desencadear alterações no comportamento do paciente. Tais problemas podem aparecer logo após o trauma, dependendo da intensidade da pancada sofrida ou mesmo dias, semanas ou meses após o ocorrido.

Publicidade

Algumas das sequelas físicas podem ser a perda de movimento corporal, alterações no campo de visão ou ainda problemas respiratórios e intestinais. A pessoa com sequelas oriundas do traumatismo craniano ainda pode desenvolver problemas para se alimentar ou apresentar perda de memória, apatia e até mesmo desenvolvimento de comportamento agressivo. Contudo, vale destacar, que o paciente vítima de traumatismo craniano pode sair do quadro ileso, sem qualquer tipo de sequela.

Publicidade

Com o surgimento de sequelas e a sua identificação, o médico consegue, a partir da indicação de tratamento, reverter o quadro, amenizar os problemas e assim devolver ao paciente uma vida normal e saudável.

Publicidade
Publicidade