in

Diabetes emocional: o que é, sintomas e tratamento da doença que acometeu filho de Marília Mendonça

Ruth Moreira revelou durante uma entrevista que o neto desenvolveu a condição após a morte da mãe.

Reprodução Purepeople

A mãe da saudosa Marília Mendonça, Ruth Moreira, abriu o coração durante uma entrevista concedida ao jornalista Leo Dias, colunista do portal de notícias Metrópoles. Ela falou sobre algumas coisas que aconteceram com o netinho, o pequeno Leo, após a morte da mãe. Ruth revelou que o menino desenvolveu um quadro de diabetes emocional.

Publicidade

Muitas pessoas desconheciam a condição e por esse motivo o artigo vai esclarecer detalhes sobre o assunto. Marília Mendonça morreu depois de sofrer um acidente aéreo enquanto viajava para a cidade mineira de Caratinga. A famosa tinha uma agenda de shows para cumprir no estado e chegou a compartilhar no seu perfil do Instagram poucas horas antes do falecimento que estava viajando para Minas.

O que é diabetes emocional?

Segundo o especialista Doutor André Laranjeira, que atua na pediatria do Albert Einstein, a diabetes emocional é conhecida por esse nome por ser consequência de uma situação de estresse extremamente forte. Na prática, o médico explica que é a mesma doença já conhecida pela maioria da população.

Publicidade

No geral, a pessoa possui predisposição a diabetes, e depois de viver um problema emocional intenso, o organismo pode acabar desencadeando alterações que levam ao quadro de diabetes.

Publicidade

Sintomas

Os sintomas do diabetes emocional são os mesmos. A pessoa pode apresentar perda de peso, sede em excesso, perda de massa muscular e volume maior de urina. Esse conceito se refere a diabetes tipo 1. Já o tipo 2 pode decorrer devido à má alimentação, sedentarismo, obesidade e a ingestão de alimentos extremamente calóricos que tem alto teor de gordura e açúcar.

Publicidade

O especialista ressaltou que diabetes tipo 1 acomete mais a faixa pediátrica. Já o desencadeado por estresse aponta que o paciente tem fator de risco para a doença, sendo que o problema pode surgir por intenso estresse ou fator psicoemocional (a perda de um ente querido, por exemplo).

Diagnóstico e tratamento

O diagnóstico é feito através de exame de sangue que vai averiguar os níveis de glicose no organismo. Após a constatação da doença, o tratamento é feito com uso de medicamentos que ajudam no controle da glicemia. Além disso, é importante ter uma mudança na alimentação. O paciente precisa de acompanhamento com uma equipe multidisciplinar para uma boa qualidade de vida.

Publicidade

Escrito por Shyrlene Souza

Redatora na web desde 2016, formada em ciências contábeis, apaixonada pela redação desde criança. Escrevo sobre assuntos diversos, famosos, maternidade e notícias que se destacam no Brasil e no mundo.