in

Em fenômeno raro, mãe dá à luz duas bebês com 5 dias de diferença; elas não são gêmeas

A mulher havia sofrido um aborto espontâneo meses antes de engravidar das duas crianças.

Reprodução Kennedy News and Media

O nascimento de uma criança é sempre motivo de muita alegria na família. Para uma jovem mãe de 25 não foi diferente, mas o que ela não podia imaginar é que passaria por uma situação rara durante o seu período gestacional. Odalis relatou ao jornal Daily Mail que ganhou repercussão na mídia.

Publicidade

A mulher disse que engravidou mesmo já estando grávida e por esse motivo deu à luz duas filhas com cinco dias de diferença. Por mais incrível que pareça, as duas garotinhas não são gêmeas. O fato foi registrado em San Pablo, Califórnia, nos Estados Unidos. De acordo com a mãe, ela ficou grávida a primeira vez em setembro de 2020, depois de ter passado por um aborto espontâneo meses antes.

Contudo, após o primeiro exame feito, ela descobriu que estava esperando dois bebezinhos. Porém, foi constatado que as crianças haviam sido geradas em momentos diferentes. O fenômeno é considerado raro pela medicina e se chama superfetação. A condição acontece quando há uma segunda gestação gerada a partir da primeira. O fato posse ocorrer dias ou até mesmo semanas depois.

Publicidade

Publicidade

“Para as pessoas, eu apenas digo que elas são gêmeas. Mas, depois de ler muitos artigos, sei que elas não são. Mas é confuso explicar, portanto só confirmo que realmente são”. Explicou a mulher. Ela ainda fez questão de ressaltar que as filhas são muito parecidas. Como os fetos crescem de forma rápida no ventre, por isso os médicos conseguem fazer a identificação do tempo de vida de cada um.

Publicidade

A mãe relatou que ficou muito contente com a descoberta da gestação, pois tinha perdido um bebê pouco tempo antes. Odalis contou que vibrou muito quando o seu teste de gravidez deu positivo.

Superfetação

A condição é considerada rara pela medicina e ocorre quando a mulher engravida já estando grávida. Pode acontecer em mulheres que estão fazendo tratamento para ter filho. Numa gestação comum depois da concepção o organismo impede que aconteça uma nova ovulação. Contudo, pode surgir alguma alteração nos hormônios causando uma nova ovulação.

Publicidade

Escrito por Shyrlene Souza

Redatora na web desde 2016, formada em ciências contábeis, apaixonada pela redação desde criança. Escrevo sobre assuntos diversos, famosos, maternidade e notícias que se destacam no Brasil e no mundo.