in

Autismo: o que é e quais são os comportamentos que podem indicar a condição conforme a faixa etária

Detectar a condição o mais rápido possível melhora as chances de melhor desenvolvimento da criança.

Reprodução: Sou Mãe

O autismo apresenta sinais semelhantes a outras condições que podem comprometer o desenvolvimento infantil e, por esse motivo, pode ser facilmente confundido com outras doenças. A condição implica em um grupo de complicações que acomete o desenvolvimento do cérebro e suas características. Essa enfermidade pode ser classificada em diversos níveis.

Publicidade

O autismo pode se manifestar na dificuldade de interação social, comunicação verbal e não verbal. Um dos principais indícios de que a criança seja autista é a repetição de comportamentos. O espectro autista necessita de um rápido diagnóstico para que o tratamento possa ser iniciado o mais rápido possível.

Portanto, é preciso que os pais tenham noção de quais são os sinais que podem indicar que a criança tenha a condição. O tratamento pode ser feito em qualquer etapa da vida do indivíduo. O tratamento tem o objetivo de amenizar os danos no desenvolvimento, promovendo uma melhor qualidade de vida ao paciente. É preciso ter atenção aos pequenos sinais que as crianças apresentam.

Publicidade

Alguns dos indícios da condição são: falta de contato visual, dificuldade de executar algumas atividades, não sorrir de forma recíproca para outras pessoas, não responder quando chamado pelo nome, não conseguir ver de forma visual objetos que são mostrados, não usar gestos para comunicação e hábito de fazer barulho para poder chamar atenção quando precisa de alguma coisa.

Publicidade

Gosta de música? Ouça clássicos das décadas de 70, 80 e 90 agora mesmo | CLIQUE AQUI

Publicidade

Sinais de alerta em virtude da idade

Também é importante considerar os sinais por período de idade, pois o diagnóstico precoce oferece ao paciente o tratamento adequado de forma precoce, sendo possível melhorar bastante a qualidade de vida de quem tem a condição. Veja os sinais que servem de alerta, podendo indicar possível diagnóstico de autismo.

Publicidade

Até os 6 meses, preste atenção caso a criança não sorria com certa frequência ou não demonstre expressões de alegria, ou felicidade. Aos nove meses, fique atento(a)caso ela não tenha o hábito de fazer barulhos ou de não usar expressões faciais para se comunicar.

Aos 12 meses, se a criança não responde quando é chamada, não fala de forma balbuciada e nem responde para pegar algum objeto também pode indicar sinais de autismo. Com 16 meses, caso não tenha falado nenhuma palavra, ou aos 24 não tenha falado nenhuma frase completa, também são sinais que merecem atenção. Esses são alguns indícios que a criança possa ser autista.

Caso haja essa suspeita, é importante levar a criança ao pediatra para que passe por uma avaliação e tenha a indicação do melhor tratamento.

Publicidade