in

Covid-19: como conseguir recuperar o olfato e paladar após ter a doença

Sequelas do coronavírus podem ser duradouras e ter grandes impactos na qualidade de vida.

Foto: KamranAydinov/freepik

O mundo já enfrenta a pandemia do coronavírus há dois anos. Infelizmente, milhares de pessoas perderam a vida para o vírus no mundo. Muitas pessoas que contraíram a doença acabaram sofrendo com sequelas graves. Dentre muitos danos provocados pela Covid-19 está a perda de paladar e olfato.

Publicidade

Em algumas pessoas, as sequelas podem acabar permanecendo mesmo após se curar do vírus. Infelizmente, as consequências podem ficar por longos períodos impactando a qualidade de vida. “De maneira geral, a hiposmia e a anosmia (que são, respectivamente, a perda parcial e a perda total do olfato) são comuns entre pessoas com infecções respiratórias. No entanto, os pacientes com coronavírus apresentam uma recuperação bem mais lenta”, explicou a especialista no assunto, a otorrinolaringologista Loyane Lisieux.

Uma das possibilidades de tratamento, a forma mais usada é o treinamento olfativo. A técnica tem o objetivo de estimular as células receptoras que ficam localizadas no teto do nariz. Os profissionais acreditam que estimular com odores eleva a capacidade de regenerar o potencial neuroplástico deste sistema.

Publicidade

Esse tipo de estímulo dos sentidos pode ser realizado de várias formas. Uma das opções sugeridas é manipular essências de cítrica, eucalipto, eugenol e álcool feniletílico. O ideal é cheirar a essência duas vezes ao dia, por cerca de 10 segundos, com um intervalo de 15 segundos entre eles.

Publicidade

Gosta de música? Ouça clássicos das décadas de 70, 80 e 90 agora mesmo | CLIQUE AQUI

Publicidade

No caso do paladar, o tratamento pode acabar sendo mais complexo, pois não se sabe se a perda aconteceu por causa da destruição dos nervos ou se foram as papilas gustativas que sofreram danos. Contudo, é importante estimular provando alimentos azedos doces, salgados e amargos.

Publicidade

A especialista aponta que é extremamente importante ter um acompanhamento profissional com o otorrinolaringologista, pois cada paciente pode apresentar a condição de maneira diferente. Portanto, o tratamento deve ser realizado conforme as necessidades e problemas enfrentados por cada indivíduo. Algumas pesquisas reconhecidas sobre a Covid-19 indicam que os sentidos podem voltar em até seis meses. Mas, vale ressaltar que isso pode variar a cada paciente.

Publicidade