in

Infarto: conheça quais sãos os sintomas menos conhecidos de um ataque do coração

O socorro rápido nesse tipo de situação é primordial para salvar a vida de quem sofre um ataque do coração.

(Reprodução/YouTube/Minha Vida/Pixabay/Fotomontagem)

De acordo com o sistema público de saúde do Reino Unidos, milhares de vidas poderia se salvar se as pessoas tivessem conhecimento de como identificar os primeiros sintomas de um ataque do coração. Os médicos britânicos estão realizando uma campanha para conscientizar sobre os primeiros sinais comuns do infarto.

Publicidade

A campanha está sendo realizada após um levantamento que apontou que menos da metade da população sabia quais eram alguns dos sinais. No estudo feito com 2 mil pessoas, apenas 41% afirmou saber que a transpiração era um dos primeiros indícios de que uma pessoa está enfartando.

O socorro rápido é primordial nesse tipo de situação. Vale ressaltar que a taxa de sobrevivência para as pessoas que tem um ataque do coração é de 7 em 10. A estatística sobe para 9 em 10 para os indivíduos que buscam o tratamento de forma precoce. A campanha do NHS orienta que as pessoas precisam acionar a emergência caso apresente os sintomas iniciais comuns que pode indicar um infarto.

Publicidade

Veja abaixo os sintomas que conforme a NHS pode indicar que um indivíduo pode estar sofrendo um ataque cardíaco.

Publicidade

Gosta de música? Ouça clássicos das décadas de 70, 80 e 90 agora mesmo | CLIQUE AQUI

Publicidade
  • Dor no peito;
  • Dor em outras regiões do corpo, com a sensação de se espalhar do peito para braços, costas e abdômen;
  • Sudorese e falta de ar;
  • Sensação de estar atordoado e tontura;
  • Enjoo e vômito;
  • Forte sensação de ansiedade que pode lembra uma crise de pânico;
  • Chiado e tosse.

Apesar da maioria dos casos a dor no peito ser extremamente intensa, muitos indivíduos podem apresentar dor leve, parecida com uma indigestão. O sintoma mais comum tanto em homens quanto mulheres é a dor no peito, mas é preciso frisar que as mulheres têm uma propensão maior em ter náusea, vômito, dificuldade para respirar e dor nas cosas ou mandíbula.

Publicidade

O médico Stephen Powis afirma que milhares de falecimentos poderiam ser evitados com o tratamento precoce se as pessoas soubessem reconhecer estes sinais. É importante ressaltar que a rapidez no socorro aumenta a chance de uma recuperação completa.

Publicidade