in

Quando a cesárea é indicada e os perigos de um parto agendado prematuro

Descubra quando é indicada a realização da cesárea.

Pixabay

Existem duas vias de parto: o bebê pode nascer de parto normal, por via vaginal, ou em uma cirurgia cesárea. Como a criança virá ao mundo não depende apenas da decisão da mãe, pois existem vários fatores que devem ser considerados. A cesárea, por exemplo, só é indicada quando a mãe ou o bebê se encontram em perigo de vida.

Publicidade

Uma pesquisa realizada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), apontou que, de 2017 a 2019, cerca de 55% dos partos realizados no Brasil foram via cesárea. Diante disso, o país ficou como segundo colocado no mundo com o maior número de partos cesárea. De acordo com OMS (Organização Mundial de Saúde), esses valores deveriam estar entre 10% a 15%. Essa diferença de valores é considerada alarmante.

Publicidade

Para tentar contornar a situação atual, as regras para a realização da cesárea foram modificadas. Agora, as mães só podem optar pelo parto agendado a partir da 39ª semana de gestação. Isso porque, um estudo apontou que entre 37 e 39 semanas de gestação acontece um desenvolvimento crítico do cérebro do bebê e um parto prematuro poderia afetar essa fase.

Publicidade

Gosta de música? Ouça clássicos das décadas de 70, 80 e 90 agora mesmo | CLIQUE AQUI

Publicidade

Além disso, se nessa etapa da gravidez for realizada uma cesárea sem que a mãe tenha entrado em trabalho de parto, aumentam os riscos do bebê nascer com problemas respiratórios, instabilidade da temperatura corporal e dificuldades na alimentação e, em casos mais graves, podem ocorrer danos cerebrais, icterícia e problemas de visão e audição.

Publicidade

Quando a cesárea é indicada

A cesárea é indicada quando o canal de parto normal não permite a passagem do bebê, como em quadros de placenta prévia, cordão velamentoso, vasa prévia, passagem do bebê obstruída, o que pode causar uma grande hemorragia na mãe, além de deslocamento de placenta e cicatrizes de cesáreas anteriores. Em todos esses casos, a cesárea é indicada.

Existem casos onde não é possível realizar essa categoria de parto. A cesárea não é realizada antes da gestação completar 39 semanas, então, antes disso, se a mãe não entrar em trabalho de parto, o procedimento não pode ser feito. Também é impossível fazer o parto cirúrgico se o bebê já estiver nascendo pelo canal vaginal. Neste caso, não dá para interromper o nascimento em parto normal.

Publicidade

Escrito por Tati Jesus

Estudante, escritora e apaixonada pela verdade, tenho como meta levar a notícia de forma clara e real. Amo ler e percebo a cada dia que um mundo melhor se faz quando o conhecimento que adquirimos é colocado em prática.