in

Alerta! Enfermeira perde o fígado e fica em estado grave após tomar chá emagrecedor comprado na internet

A enfermeira Edmara se encontra em uma UTI, em estado grave, depois que seu fígado foi à falência com chá para emagrecer.

Reprodução / Revista Fórum

A enfermeira Edmara de Abreu, de 42 anos, está vivendo um drama em sua vida. A mulher passou mal no começo do ano e ao procurar ajuda médica, ficou sabendo que seu caso era grave, pois estava com uma falência total e fulminante do fígado. A doença havia anulado de forma irreversível o órgão e a única saída seria um transplante.

Publicidade

Edmara teve que ser internada com urgência e seu quadro foi se deteriorando rapidamente, o que fez com que a família e os médicos se questionassem o que teria causado uma hepatite tão agressiva, em uma pessoa sem histórico de enfermidade do tipo ou mesmo correlacionada.

Somente então foi descoberto que a mulher havia feito o consumo de um ‘chá emagrecedor’, que comprou na internet. O produto que prometia eficiência, e era aparentemente inofensivo por ser composto somente por ervas, causou uma intoxicação grave na mulher e seu fígado, que cumpre a função de eliminar as substâncias agressivas ingeridas, não aguentou e entrou em falência. 

Publicidade

Ao verificarem o frasco do chá, que vinha com o nome “50 Ervas Emagrecedor”, os médicos concluíram que algumas plantas ali presentes eram altamente tóxicas e que foram elas que causaram a destruição no fígado da paciente. Eles descobriram que o chá não tem chancela da Anvisa e não poderia ser vendido.

Publicidade

Gosta de música? Ouça clássicos das décadas de 70, 80 e 90 agora mesmo | CLIQUE AQUI

Publicidade

A enfermeira está na UTI do Hospital das Clínicas de São Paulo desde o dia 20 de janeiro e necessita passar por uma transplante de fígado com urgência máxima. A mulher recebeu um órgão depois que foi internada, mas seu corpo rejeitou o mesmo. O estado de saúde de Edmara tem piorado cada dia mais e ela se encontra em coma, aguardando um novo doador compatível. Os especialistas alertam que todo processo de emagrecimento deve ser acompanhado de um endocrinologista e que o consumo desses tipos de chás podem ser fatais.

Publicidade

Publicidade