in

Pescador profissional Maicon Bianchi explica como passar o amor pela pescaria para as novas gerações

A pescaria esportiva é uma atividade física, e o profissional Maicon Bianchi explica como passar essa prática de pai para filho.

Foto: Divulgação

Foi-se o tempo em que a única atividade que pais e filhos faziam era ir ao parquinho ou jogar bola nas quadras mais próximas de casa. A pescaria é uma prática que vem chamando a atenção de muita gente. Além de ser uma excelente forma de colocar crianças e adolescentes para se exercitar, também é ótimo para despertar o cuidado com a natureza e criar uma relação mais próxima com os pais. Maicon Bianchi é pescador esportivo e mantém a tradição de pescar em família. Ele recomenda que os pais interessados podem levar seus filhos assim que começarem a andar.

Publicidade

“Pescaria em família, principalmente com filhos, pode começar bem cedo. Quando a criança iniciar com os primeiros passos, já pode começar a pescar, mas eu indicaria uma pescaria de pesqueiro, ou seja, em um pesque solte na cidade mesmo, para que ela vá entendendo como funciona a prática e comece a conhecer os peixes, com isso já vai pegando o gosto. Eu comecei a levar os meus filhos para pescar de barco, eles tinham entre 3 e 4 anos. Já a primeira pescaria na Amazônia, o mais novo tinha 7 e o outro 11”, comenta Maicon Bianchi.

Em relação a gênero, Maicon Bianchi afirma que não existe nenhuma restrição, que a única coisa que precisa ter é uma atenção redobrada dos pais, afinal é uma atividade feita em rios ou lagoas. “Não existe diferença entre menino ou menina, ambos podem realizar a prática. O importante é a supervisão, afinal é um esporte aquático. É preciso que usem sempre colete salva-vidas, e é interessante que já saibam nadar para evitar acidentes caso caiam na água. Em relação a força não tem diferença. Homem ou mulher consegue participar tranquilamente.”, analisa.

Publicidade

Na pescaria esportiva é muito comum a utilização de iscas artificiais, Maicon Bianchi explica que as crianças ou adolescentes não teriam dificuldade com a utilização, mas qualquer pessoa ao iniciar na prática precisa ser bem instruída, para evitar acidentes na hora de tirar o peixe da isca. “A isca artificial requer alguns cuidados. Quando se pega o peixe precisa de um alicate de contenção e de bico. Além de ferramentas para não machucar a mão, então é importante aqueles itens indispensáveis como: boné e óculos de proteção”, justifica.

Publicidade

Gosta de música? Ouça clássicos das décadas de 70, 80 e 90 agora mesmo | CLIQUE AQUI

Publicidade

Maicon Bianchi tem dois filhos, um de 16 e outro de 12 anos, e a prática da pescaria existe na família há mais de 10 anos. Ele recomenda a atividade entre pais e filhos, porque além de ser ótima para a saúde física e mental, ainda garante boas horas de convívio. Um dia de pesca pode durar mais de 10h.

Publicidade

Publicidade