in

O professor que consegue ganhar até R$ 9 mil como personagem de anime

Professor faz cosplay de Pikachu no bairro da liberdade em SP, e já conseguiu ganhar R$ 9.000.

Alexandre Battibugli / Veja SP

Para conseguir ganhar dinheiro extra e se manter com uma vida digna, professor inova e se veste de anime. Todo final de semana ele bate ponto na Liberdade, localizada em São Paulo, vestido de Pikachu, personagem do desenho Pokémon.

Publicidade

A Liberdade é um dos mais tradicionais redutos orientais de São Paulo, mas diariamente recebe milhares de pessoas que buscam roupas, acessórios, brinquedos, objetos de decoração e muito mais. Desde junho do ano passado, no entanto, um boneco inflável se juntou ao cenário, muitas vezes caótico, fazendo a alegria da criançada e dos fãs de animes, nome que se dá para personagens de desenhos orientais.

Inspirado no desenho Pokémon, o simpático Renato Sousa, 49 anos, professor de inglês, leva para as ruas o boneco Pikachu, sempre presente em camisas, bonés, broches, livros, bandanas e outros artigos em gerais, com a intenção de ganhar uma grana extra e dar mais leveza ao dia a dia das pessoas. Não é difícil ver pessoas fantasiadas na Liberdade, mas nenhuma tem feito tanto sucesso como o boneco amarelo.

Publicidade

Professor conta que já foi agredido só por estar com a fantasia de anime

No local, Renato vive diversas situações, das quais muitas vezes fica emocionado, como no dia em que uma garotinha, cerca de 5 anos, acompanhada do pai, viu Renato fantasiado de Pikachu e começou a dar saltos de alegria e sorrir, mas o pai a repreendeu e disse que ela não deveria chegar perto dele, no entanto, ela conseguiu se soltar e correu em sua direção. O pai reagiu com grosseria, mas ele nunca esquecerá aquele momento, pois a menina havia questionado se ele queria ser pai dela.

Publicidade

Gosta de música? Ouça clássicos das décadas de 70, 80 e 90 agora mesmo | CLIQUE AQUI

Publicidade

Publicidade

Renato também contou que já foi agredido e muitas vezes querem estregar sua fantasia, mas nada disso lhe faz desistir de continuar com seu trabalho. Na maior parte do tempo, ele recebe carinho. Durante a baixa temporada chega a tirar entre 80 e 90 reais, mas como sempre foi obcecado em metas, criou uma e conseguiu atingir um ganho de 9.000 reais. Enquanto não se decide com seu futuro de cosplayer, Renato continua com suas aulas de inglês particulares.

Professor que se fantasia de anime sonha em abrir um negócio

Com cerca de 20 mil filmes em casa, nos formatos VHS e DVD, Renato sonha em abrir um espaço, não para competir com streamings, mas para que os pais possam interagir e mostrar aos filhos como funcionava videocassete e DVD, assim eles poderão entender como era a tecnologia antes e hoje.

Publicidade

Escrito por Rômulo NC

Ator, youtuber e redator, Rômulo N.C é formado pela casa de artes cênicas Recriarte e sempre atuou como escritor de diversos sites.