in

‘Não sou uma creche’: avó é criticada por cobrar R$ 60 por hora para cuidar do neto

Uma mulher gerou polêmica nas redes sociais após afirmar que cobra da filha para cuidar do neto pequeno.

iStock/ Pais&Filhos

Vivemos em uma época em que a maioria das mulheres trabalha fora de casa e, muitas vezes, não é nada fácil conciliar a vida profissional com o sonho de se tornar mãe. Quando a maternidade chega, é preciso uma rede de apoio grande para dar conta de todas as obrigações que a rotina exige.

Publicidade

Muitas dessas mulheres preferem deixar os filhos com familiares, por achar que serão melhor tratados. Uma senhora causou polêmica nas redes sociais ao dizer que cobra da filha para cuidar do neto pequeno. Ela disse que cobra US$ 12, cerca de R$ 60 por hora, para ficar com o netinho, mas que após negociarem, está cobrando US$ 10 (cerca de R$ 50) pelo serviço.

A mulher contou que sua filha tem 29 anos e está voltando ao trabalho, com turno de 7 a 8 horas diárias, cinco dias na semana. Segundo a senhora, sua filha a questionou se ela poderia ficar como babá do garotinho de quase um ano por dois ou três dias na semana. 

Publicidade

A avó, que não revelou o nome, prosseguiu dizendo que tem a sua vida e que também trabalha. Ela acha que a filha deveria entender que ao cuidar do neto ela está abrindo mão do tempo que tem para trabalhar para si mesma. Esse é o motivo da cobrança. A declaração da mulher rendeu muitas críticas na internet e ela resolveu se pronunciar novamente. A senhora disse: “Eu amo meu neto. Mas, como expliquei, não sou uma creche”. 

Publicidade

Vale lembrar que muitas mulheres optam por abrir mão da profissão depois que se tornam mães, justamente por não encontrarem uma pessoa de confiança com quem possam deixar os seus herdeiros ou por não conseguirem vagas nas creches. 

Publicidade
Publicidade