in

Dicas importantes para enfrentar a terrível crise dos 2 anos

Aprenda a lidar com a adolescência do bebê e passe com mais facilidade por esse período.

Vix

Sabe aquela fase, que começa quando a criança tem cerca de 1 ano e meio, e passa a agir diferente? Seu bebê começa a dizer não para tudo, se joga no chão quando é contrariado, briga e faz birra por qualquer coisa. Esse período é conhecido como crise dos dois anos e pode ser bem estressante para os pais.

Publicidade

A terrível crise dos dois anos

A adolescência do bebê é a fase do desenvolvimento onde as crianças começam a se opor aos pais. As características desse período incluem dizer não sempre, fazer birra, desobedecer às orientações que estão sendo dadas, atirar objetos no chão, ou se jogar no chão quando é contrariado. Ao contrário do que muitos pensam, é impossível evitar essa crise, pois faz parte do desenvolvimento do bebê e contribui para seu crescimento como indivíduo.

É a partir dos 2 anos que os bebês começam a se perceber como indivíduos, com vontade própria e opinião, eles não enxergam sua idade como um empecilho para conseguirem o que desejam, cabe aos pais ensinarem a criança a lidar com as emoções e imporem limites. Diante disso, confira algumas dicas importantes para encarar a terrível crise dos dois anos.

Publicidade

Dicas para lidar com esse período

Primeiramente, lembre quem é o adulto, passar pelo constrangimento de uma birra em público não é fácil para nenhum pai, mas, você não pode perder o controle nesse momento, haja com maturidade e espere o momento de euforia da criança passar. Se você se irritar, a criança vai acabar assimilando que você é uma criança como ela e não te respeitará.

Publicidade

Sempre que for sair de casa com o seu filho, sente com ele e explique para onde estão indo, o que vão fazer lá e o que ele está autorizado a fazer no lugar, por exemplo: “estamos indo ao sacolão comprar o que está faltando. Eu tenho uma lista, e não vou comprar nada que não estiver na lista. Você não deve tirar nada do lugar e nem brigar com a mamãe e o papai”, não se esqueça de falar o que irá acontecer, caso as regras não sejam respeitadas.

Publicidade

Crianças são adultos em formação, por isso, é importante trata-las com respeito. Então, se seu filho tiver uma crise de choro ou birra e ficar se atirando no chão, espere esse momento passar para só então conversar com a criança. Explique que entende que ele esteja chateado ou aborrecido, mas que nada justifica a atitude hostil que ele está tomando.

Se você sabe que em determinado ambiente seu filho tende a ficar hostil e fora de controle, evite levá-lo a tal lugar, por exemplo, se ele não se controla em uma loja de brinquedos, não o leve para esses locais.

Após as crises de choro e birra tenha uma conversa com seu filho, explique que não se agradou da situação, mas deixe claro para ele eu você o ama. Essa fase é como um turbilhão de emoções para o bebê, sendo assim, além de impor limites, o amor deve ser demonstrado sempre, pois isso passa segurança para a criança.

Publicidade

Escrito por Tatiane Braz

Estudante, escritora e apaixonada pela verdade, tenho como meta levar a notícia de forma clara e real. Amo ler e percebo a cada dia que um mundo melhor se faz quando o conhecimento que adquirimos é colocado em prática.