in

Na sala de parto, ela teve o maior susto da sua vida: a barriga estava vazia

Jovem teve contrações e foi à maternidade pública de Mauá para dar à luz, mas não existia nenhum bebê.

Crescer/Arquivo Pessoal

O sonho de ter um filho é compartilhado por muitas mulheres. Layane Cardozo Santos, ajudante de cozinha, estava na expectativa do nascimento de Sofia, sua filha. Ela já havia realizado vários exames, como é comum na gravidez. Entre os procedimentos feitos pela jovem, que na época da gestação trabalhava como ajudante de cozinha e tinha apenas 19 anos, estavam ultrassom, exame pré-natal, entre tantos outros. 

Publicidade

Ao chegar à semana 39 de gravidez, a vida de Layane Cardozo Santos mudaria para sempre, como mostra uma reportagem da revista Crescer. Ela se encaminhou para uma maternidade da região do município de Mauá, localizado no estado de São Paulo. Lá, teria feito outro exame, que teria indicado a posição da criança dentro da barriga da mãe e até que seu neném estaria com 140 batimentos por minuto em seu coração.

A jovem diz que se deitou para passar pelo parto e o médico que a atendeu aplicou uma anestesia. Nada estranho, até o momento em que acordou. Seu marido, um humilde serralheiroolhou para Layane e disse que não havia criança, a barriga da jovem estaria vazia. 

Publicidade

“Não consigo entender o que aconteceu. Não quero acusar o hospital, mas não acho possível que essa gravidez tenha sido psicológica, tenho todos os ultrassons que comprovam a existência de um bebê. Algum erro muito grave aconteceu, ou da parte deles ou da parte dos médicos que fizeram meu pré-natal, e é isso que preciso descobrir”, disse a jovem em entrevista à Revista Crescer. 

Publicidade

Segundo os médicos, o que aconteceu teria sido apenas uma gravidez psicológica. Ninguém soube explicar, no entanto, tantos exames que indicariam a existência de uma criança. 

Publicidade
Publicidade

Escrito por FERNANDO B

As melhores notícias você encontra por aqui. Conheça essas e outras histórias.