in

Criada pela mãe e avó, estudante de escola pública ganha bolsa em 10 universidades estrangeiras

A brasileira já havia obtido uma bolsa de estudos na Universidade de Cambridge, mas não foi por falta de dinheiro.

Arquivo Rhayssa Braz

Há muitas pessoas que dizem que estudar em escola pública é um obstáculo para crescer na vida, mas todos os dias surgem pessoas de diferentes partes do país mostrando que isso não passaria de uma desculpa para não se dedicar aos estudos.

Publicidade

Rhayssa Braz, de Santos, litoral de São Paulo é um exemplo de dedicação e foco. A jovem estudou toda a vida em escola pública, mas sempre teve um sonho: conhecer o mundo estudando. A jovem se empenhou e participou de 44 processos seletivos de universidades internacionais e foi aprovada em dez deles.

Como se não bastasse, a brasileira chegou a ser aprovada na Universidade de Cambridge, do Reino Unido, como resultado de participar de um concurso de redação, mas não pôde viajar para fazer o curso, pois não tinha dinheiro para a viagem e permanência no novo país.

Publicidade

A jovem do litoral pode ser um exemplo vivo e atual de quem aplicou física quântica em sua vida, determinando que conseguiria o que almejava, só não sabia exatamente como. E foi aí que tudo fluiu.

Publicidade

Após as aprovações, Rhayssa teve de escolher qual das instituições que lhe concederam bolsas de estudos iria estudar, optando pelos programas de estudos das universidades Zayed e Minerva.

Publicidade

O programa escolhido pela jovem a levará para oito países diferentes, a começar por Abu Dhabi, nos Emirados Árabes. Agora a jovem está juntando dinheiro para viajar. Criada pela mãe e a avó, Rhayssa é motivo de orgulho para a família, em especial das duas mulheres que chegaram a trabalhar em três empregos para dar uma vida melhor para a estudante.

Publicidade

Escrito por Guti M

Redator de entretenimento e curiosidades