in

Febre do bebê: como proceder e quando é preciso se preocupar

A febre costuma deixar as mamães em pânico, porém é preciso saber quando os pais devem se preocupar.

Reprodução Mamãe Tagarela

A febre no bebê ocorre quando a temperatura está acima de 37,5 °C, podendo nem sempre ser um sinal de doença. Já que a condição pode ser provocada pelo calor, excesso de roupa, nascimento dos primeiros dentinhos ou mesmo reação à vacina. Contudo, é algo que costuma deixar a maioria das mamães em pânico.

Publicidade

Técnicas naturais podem auxilia no processo de baixar a temperatura alta no bebê. Dicas simples como retirar o excesso de roupas da criança, dar um banho com água morna, oferecer líquidos, como leite ou água, usar toalhas molhadas em água fria na testa; nuca; axilas e virilha.

Esses procedimentos simples podem ajudar a baixar a febre. Contudo, caso a temperatura não diminua, é necessário buscar a ajuda de um pediatra para saber quais são as causas.

Publicidade

Existem no mercado medicamentos com objetivo de baixar a febre, mas eles devem ser usados apenas sob indicação do médico. Geralmente, os antitérmicos são prescritos pelo profissional da área. Esses remédios devem ser administrados conforme orientação do pediatra, caso realmente haja necessidade. Alguns casos de infecção por determinados vírus ou bactérias costumam deixar os pequenos com febre.

Publicidade

Quando é preciso se preocupar

A necessidade procurar o médico de forma imediata é necessário se o bebê tiver menos de três meses de vida; a febre passe de 38 °C ou mais; apresentar perda do apetite recusando a mamadeira, manchas ou pintas na pele, choro em grande quantidade ou se ele ficar muito tempo parado, sem nenhuma reação aparente.

Publicidade

A maioria das mães tem receio do quadro febril com medo da criança sofrer convulsão devido à alta temperatura do corpo. Se isso acontecer é importante manter a calma, deitar a criança de lado e procurar proteger a cabeça para evitar risco sufocamento ou trauma.

Publicidade