in

Apesar de aumento de transferências bancárias digitais, adesão ao WhatsApp Pay segue baixa no Brasil

Apenas 7% dos usuários do WhatsApp usam o aplicativo para transações financeiras no país

Divulgação

Junto com a Índia, o Brasil foi um dos países escolhidos para a implantação do WhatsApp Pay. Este é um modelo de transferência que possibilita que os usuários do aplicativo enviem e recebam valores em dinheiro através de operações simples. O processo ocorre da mesma forma que trocam mensagens com seus contatos.

Publicidade

A expectativa da administradora era ampliar a base de usuários do novo serviço rapidamente.Isto porque o Brasil está entre os dez países que mais usam o aplicativo no mundo – atualmente são pelo menos 120 milhões de usuários somente por aqui. Entretanto, até agora a adesão ao sistema foi relativamente baixa: apenas 7% dos cadastrados utilizam o aplicativo para transações financeiras no país.

Isso vai à contramão de uma tendência mundial que tomou grandes proporções durante a pandemia: o aumento das transações bancárias realizadas através de dispositivos móveis. De acordo com informações do Banco Central, somente em 2020 foi registrado um crescimento de 35% nessa modalidade – de 34,1 milhões para 46,1 milhões.

Publicidade

Mas, se existe um cenário favorável para a expansão das transações digitais, por que o WhatsApp Pay ainda não decolou no Brasil? Confira a seguir alguns dos motivos que podem estar interferindo nesse processo.

Publicidade

Por que a adesão ao WhatsApp Pay está baixa?

Um dos principais motivos talvez seja a desconfiança do brasileiro com relação à segurança do sistema. De acordo com pesquisa com usuários efetuada pela agência Mensageria no Brasil, divulgada no site Terra, 78% das pessoas que utilizam o aplicativo diariamente para troca de conteúdos têm receio de fazer o mesmo no que diz respeito a transações financeiras.

Publicidade

A pesquisa concluiu que o principal motivo são os constantes golpes praticados por criminosos. Muitos usamo roubo de dados através do sistema para extorquir dinheiro das suas vítimas. Ao longo do ano passado, de acordo com o jornal O Globo, estima-se que 450 mil pessoas tenham perdido dinheiro através desse tipo de crime virtual.

Para tentar reverter esse cenário, a administradora do sistema vem tentando implementar algumas funcionalidades novas. Entre elas se destacam a aba de uso rápido do chat, mesma utilizada para o envio de mídias, fotos, ícone de emojis e a gravação de mensagens de áudio.

Como funciona o WhatsApp Pay?

Em operação desde maio deste ano, o software coloca esse recurso à disposição dos usuários a partir de um cadastro simples com nove instituições bancárias:

  • • Itaú;
  • • Bradesco;
  • • Banco do Brasil;
  • • Banco Inter;
  • • Next;
  • • Sicredi;
  • • Nubank;
  • • Woop Sicredi;
  • • Mercado Pago.

Para utilizá-lo, é necessário ingressar na loja virtual do seu dispositivo móvel e atualizar o seu aplicativo. Caso o recurso não esteja disponível nos minutos seguintes, você pode efetuar o procedimento a seguir para “liberá-lo”:

• Peça a alguém que tenha o aplicativo que faça uma transferência – pode ser no valor mínimo, que é de R$ 1;

• Após a confirmação, você vai receber uma mensagem. Pressione em “Aceitar pagamento”;

Enquanto essa tendência não se consolida aqui no Brasil, o WhatsApp Pay se mostra, de fato, um recurso interessante. O problema é que, devido à falta de confiança de seus usuários, trata-se de uma ferramenta ainda pouco utilizada.

Publicidade