in

Lembra dela? Menina afegã que ficou famosa cresceu com vida cruel, mas teve final libertador

Sharbat Gula era muito jovem quanto sua fotografia começou a circular pelo mundo.

Fotográfo Mario Draghi

No ano de 1984, uma jovem afegã passou a ser conhecida em todo o mundo depois de seu rosto aparecer na capa da revista National Geographic. Na época, ela tinha apenas 12 anos de idade e sua situação no país onde morava comoveu a muitos.

Publicidade

Sharbat Gula, como é chamada a jovem, foi clicada pelo fotógrafo Steve McCurry na época da matéria para a famosa revista e os dois voltaram a se encontrar em 2002. Em 2014, a afegã foi encontrada no Paquistão com documentos falsos e precisou ser deportada.

Na última semana, a chegada de Sharbat à Itália foi divulgada pelo ministro Mario Draghi. Gula, agora adulta, faz parte do programa de evacuação de afegãos depois da tomada do poder pelo grupo armado Talibã.

Publicidade

Sharbat chegou a fazer um apelo enquanto ainda estava no Afeganistão para ser acolhida pela Itália. Mario então passou a organizar uma operação para conseguir trazer a mulher para o país, onde se encontra no momento.

Publicidade

Após a chegada de Sharbat à Itália, o governo emitiu um comunicado oficial afirmando que irá ajudar para que a afegã consiga reconstruir sua vida no país. O governo acredita que o retrato de Gula “simboliza as vicissitudes e os conflitos desse capítulo da história que o Afeganistão e seu povo atravessavam naquele momento“.

Publicidade

A vida de Gula desde se tornar conhecida nos anos 80 não foi nada fácil. A afegã foi mãe de quatro filhos, mas um faleceu em decorrência de uma doença. Por falsificar documentos para entrar no Paquistão, ela foi detida.  Gula ainda passou pela dor de perder o marido e ficou doente de Hepatite C.

Publicidade

Escrito por Aurilane Alves

Escrevo sobre os assuntos mais bombados do momento, famosos, curiosidades, notícias em geral.