in

Caspa: dermatologista Mariana Correa ensina a lidar com o problema

A médica dermatologista Mariana Correa dá dicas simples e fáceis de serem incorporadas no seu dia a dia

Divulgação

A dermatite seborreica, popularmente conhecida como caspa, é uma doença inflamatória e crônica que atinge o couro cabeludo. Ela causa a indesejada descamação que deixa os ombros repletos daquela poeirinha branca, motivo de constrangimento. Apesar de não ter cura, tem controle, afirma a médica dermatologista Mariana Correa, “o problema pode ser controlado com alguns cuidados diários bem simples”, ressalta.

Publicidade

1. Use um shampoo anticaspa

É essencial procurar um dermatologista, este profissional poderá receitar o shampoo anticaspa ideal. “O produto deve ser aplicado apenas no couro cabeludo, com movimentos de massagem, deixando-o agir por alguns minutos. Aposte em um dermocosmético que possua ativos com propriedades antifúngicas em sua fórmula, como o cetoconazol e piritionato de zinco”.

2. Aplique o condicionador ou a máscara capilar corretamente

Muitas vezes, quando aplicamos cremes na raiz do cabelo, o couro cabeludo vai acumulando resíduos desses produtos. Isso gera excesso de oleosidade na região. “Para diminuir o risco da caspa, é importante passar esses dermocosméticos longe da raiz, principalmente nas pontas, e enxaguar bem”, explica Mariana.

Publicidade

3. Evite enxaguar os cabelos com água muito quente

A dermatologista explica que a dermatite seborreica acontece devido à alta produção de oleosidade no couro cabeludo. A água quente pode aumentar a oleosidade e a irritação na região, portanto, evite.

Publicidade

4. Controle o estresse e a ansiedade

Momentos de estresse e de ansiedade também podem causar uma grande incidência de caspa, afirma a médica. “Isso porque a pele tem uma relação muito forte com todo o sistema emocional e a maioria das doenças dermatológicas, como a dermatite seborreica, a acne e a psoríase, têm uma forte relação com o estresse”.

Publicidade

5. Finalize com um jato de água fria

Mariana recomenda que, no final do banho, se dê um jato de água fria na cabeça. “Mesmo que lave os cabelos com água morna, dê um jato de água fria nas madeixas. Isso vai ajudar a fechar as cutículas do cabeludo e ‘resfriar’ o couro cabeludo, já que a água quente aumenta a produção de sebo”, aconselha a médica.

6. Evite uso de shampoo a seco

O shampoo a seco deixa o cabelo mais belo e leve, mas pode acumular resíduos no couro cabeludo piorando o quadro de caspa, portanto, evite!

7. Evite dormir com o cabelo molhado.

Os cabelos molhados podem criar um ambiente ideal para a proliferação de fungos e bactérias.

Publicidade