in

Influenciadora Rosy Pasti conta como TikTok e Instagram estão ajudando pessoas a driblar a ansiedade

A influencer Rosy Pasti recebe inúmeros relatos de usuários que se sentiram motivados com as suas postagens.

Divulgação

O humor tem sido a válvula de escape para muitas pessoas driblarem os problemas de saúde mental ocasionados pela pandemia. Com mais tempo em frente às telas, influencers e comediantes assumiram um papel primordial para muitas pessoas que buscam alguma forma de distração para elevar os ânimos.

Publicidade

A Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) alertou, durante o Setembro Amarelo, quando se discute a prevenção ao suicídio, que a pandemia de Covid-19 exacerbou os fatores de risco para comportamentos contra a própria vida. Os fatores elencados pela organização são perda de emprego ou posição econômica, trauma ou abuso, transtornos mentais e barreiras ao acesso à saúde.

Cerca de 50% das pessoas que participaram de uma pesquisa do Fórum Econômico Mundial no Chile, Brasil, Peru e Canadá, um ano após o início da pandemia, relataram que a saúde mental havia piorado. Os efeitos foram ainda mais impactantes entre crianças e adolescentes: uma em cada quatro apresentou ansiedade e depressão com níveis clínicos – quando há necessidade de tratamento. O estudo foi apresentado em junho deste ano e ouviu 7 mil crianças e adolescentes em todo o Brasil em junho de 2020, na Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP).

Publicidade

Para a influencer Rosy Pasti, a internet ajuda: “As pessoas têm usado as redes sociais, como o TikTok, para se distraírem e elas precisam de conteúdos leves”. A influencer recebe diariamente relatos de seguidores que têm visto nela uma forma de resgatar a leveza dos tempos anteriores às restrições sanitárias. “Na pandemia, muitas pessoas estão em casa e o tempo todo no celular, então o TikTok tem ajudado muita gente que está sem fazer nada, deprimida, sem emprego, com as contas atrasadas, a se distrair. Recebo muitos relatos de seguidores que contam que eu ajudei a superar a depressão com o meu humor”, revela Rosy Pasti, que acumula mais de 1 milhão de seguidores no Instagram e no TikTok.

Publicidade

Entre as mensagens, há pessoas que chegaram a pensar em cometer suicídio. “Estes relatos aumentaram muito durante a pandemia. Quando eu comecei a gravar, eu criei um vínculo com as minhas seguidoras e esse vínculo ficou mais forte, com algumas tenho até certa intimidade. Já recebi relato de pessoas que queriam tirar a própria vida e eu consegui ajudar”.

Publicidade

Encontre ajuda no Centro de Valorização da Vida – Ligue 188 ou acesse o chat https://www.cvv.org.br/chat/ *Disponível 24 horas por telefone e no seguinte horário por chat: Dom – 17h à 01h, Seg a Qui – 09h à 01h, Sex – 15h às 23h, Sáb – 16h à 01h.

Publicidade