in

Pesquisa holandesa comprova ligação entre depressão e ansiedade à traumas infantis

O estudo foi publicado no jornal da Sociedade Internacional de Prevenção ao Abuso e Negligência Infantil.

Dmitry Rtushny via Unsplash/korii.slate.fr

Pesquisadores holandeses publicaram um estudo, capaz de relacionar traumas de infância com dificuldades nas relações da vida adulta. Ou seja, as crianças que vivenciaram algum evento traumático, posteriormente tornam-se adultos problemáticos principalmente nos relacionamentos.

Publicidade

O estudo foi publicado na revista científica Child Abuse & Neglect (Abuso e Negligência Infantil), e trouxe em detalhes a relação do trauma infantil, com os casos de depressão e ansiedade, que geram dificuldades para o desenvolvimento de sentimentos fundamentais para estabelecer um relacionamento amigável e amoroso.

Para realizar a pesquisa, foram analisados mais de 2 mil voluntários, entre 18 a 65 anos de idade, e o tempo de estudo até o relatório final publicado foi de aproximadamente 10 anos. O método utilizado para as avaliações dos voluntários, consistiu numa análise de saúde mental e traumas infantis entre o primeiro ao sexto ano de pesquisa, e posteriormente foi analisado os relacionamentos desses indivíduos com terceiros.

Publicidade

Ao final do estudo, foi revelado que os participantes que sofreram com maus-tratos na infância, tiveram um impacto expressivo aos quadros de depressão e dificuldades de estabelecerem relacionamentos saudáveis na fase adulta. Desta forma, o fator determinante que conecta o trauma da infância foi a presença de quadros graves de depressão, crises de ansiedade e relacionamentos problemáticos.

Publicidade

Segundo os especialistas, o foco do estudo foi comprovar o que há muitos anos já se estudava, tendo em vista se tratar de um problema que não uma novidade para profissionais da área. Contudo, através da análise foi possível apontar o benefício da terapia bem direcionada aos eventos traumáticos da infância, como um remédio aos indivíduos que buscam desenvolver relacionamentos sadios e retomarem a sua saúde mental.

Publicidade

Publicidade