in

Melasma: Dra. Gabriela Bernhard esclarece as principais dúvidas sobre o distúrbio

A dermatologista apresenta detalhes de como funciona o tratamento do melasma.

Imagem ilustrativa

O melasma é um distúrbio responsável por criar manchas escuras na face, e, em alguns casos, no pescoço, nos braços e no colo. A doença costuma se manifestar nas mulheres, mas também pode ser vista em homens.

Publicidade

Uma estimativa realizada pela Faculdade de Medicina da Universidade Estadual Paulista (Unesp), aponta que o melasma atacará de 15% a 35% das mulheres brasileiras.

Segundo a dermatologista Dra. Gabriela Bernhard Issa, existem vários fatores que podem provocar o melasma, o principal é a exposição solar. “A maior carga de radiação solar que recebemos é na infância e adolescência, e esses danos são cumulativos. Por isso que muitas vezes uma pessoa que nem pega mais sol, aparece com o melasma”, explica.

Publicidade

De acordo com a Dra. Gabriela, o melasma também pode ser causado por heranças genéticas, fatores hormonais, tanto no uso de anticoncepcional como na gravidez. “É muito comum durante e após o período de gestação aparecer mais manchas. Qualquer distúrbio hormonal pode ser um gatilho para o surgimento das manchas”, exemplifica.

Publicidade

A dermatologista destaca que o principal cuidado referente ao melasma, é a aplicação frequente do filtro solar, a qual o paciente deve realizar no momento em que acorda. “Prefira sempre o filtro com cor, pois ele oferece dois tipos de proteção, a química (moléculas que absorvem os raios UV) e a física, que é uma barreira formada pelos pigmentos”, recomenda a Dra. Gabriela.

Publicidade

Além dos cuidados com o uso do filtro solar, a Dra. Gabriela afirma que o ideal é buscar por um dermatologista para realizar o tratamento em casa, que pode ser a base de antioxidantes, despigmentantes e outros ácidos. “Não adianta realizar mil procedimentos, e não manter a rotina de tratamento em casa“, lembra.

Já no consultório, o procedimento é feito por etapas. Entre as opções indicadas pela Dra. Gabriela, está o tratamento peeling químico, que não é suportado por todos os pacientes, e a Fotoage, que se trata de uma máscara de LED de alta intensidade (HDD). “A Fotoage tem a vantagem de poder ser realizada no verão, além de não ter nenhuma reação na pele. Por conta disso, o paciente não precisará se afastar de suas atividades”, afirma.

Outra possibilidade indicada pela Dra. Gabriela, é o tratamento via laser não ablativo, que pode ser utilizado com segurança no combate ao melasma, além de não ser ofensivo para a pele. “O paciente ficará com a pele vermelha no momento, mas no dia seguinte, ele acorda como se não tivesse feito nada. A mancha irá clarear ao longo das semanas”, define a dermatologista.

Dra. Gabriela realça que os procedimentos são realizados em quatro sessões (uma por mês), que se complementam com os tratamentos feitos em casa.


Dra. Gabriela Bernhard Issa – Dermatologista em Teresópolis/RJ

CRM – RJ 778001 / RQE – 22346 | Site: www.gabrielabernhard.com.br

Publicidade