in

Alimentos que devem ser evitados por mães que amamentam

Conheça alguns alimentos que precisam ser evitados pelas mães por causarem cólica nós bebês.

Exame

O puerpério é o período de descobertas entre a mãe e o bebê. É nesse momento que os pais começam a se adaptar a nova rotina, aprendem a cuidar e proteger o novo membro da família. Um dos fatores mais angustiantes desse tempo são as cólicas no bebê recém-nascido. Ainda não se sabe ao certo o porquê de os bebês até os cinco meses serem propícios às cólicas, mas médicos acreditam que evitar o consumo de alguns alimentos pode diminuir a ocorrência das dores.

Publicidade

Alimentos que causam cólica no bebê

Por conta do aleitamento materno, tudo o que a mãe consome acaba afetando o bebê. Um dos alimentos que os médicos recomendam para serem evitados é o leite e seus derivados. O leite possui uma proteína que pode causar desconfortos intestinais no bebê, por isso, recomenda-se às mães que estão amamentando que evitem o consumo exagerado desse alimento.

O chocolate é outro item que precisa ser evitado. Apesar de ser saboroso, os médicos afirmam que essa guloseima, por estar associada à proteína do leite e a cafeína, pode causar desconfortos intestinais no bebê, além de agitação na criança.

Publicidade

Mães que amamentam devem evitar esses alimentos

Lentilhas, ervilhas, soja, feijões entre outras leguminosas também precisam ser evitadas. Esses alimentos possuem carboidratos que podem ser difíceis de serem absorvidos pelo organismo, causando a fermentação dos alimentos no intestino e, consequentemente, provocando cólicas e desconforto para a mãe e o bebê.

Publicidade

Vegetais crucíferos como brócolis, couve e repolho também precisam ser evitados pelas mães, pois possuem um elemento chamado enxofre, que promove o aumento de gases no intestino do bebê e assim aumentam as chances de o bebê ter cólicas crônicas.

Publicidade

O café também precisa ser evitado pelas mães. No caso do café, esse mantimento que produz cafeína não causa as cólicas, mas deixa o bebê agitado e esse aceleramento pode piorar as dores intestinais da criança. Por isso, recomenda-se para que as mães diminuam o consumo de cafeína durante a amamentação.

Publicidade

Escrito por Tatiane Braz

Estudante, escritora e apaixonada pela verdade, tenho como meta levar a notícia de forma clara e real. Amo ler e percebo a cada dia que um mundo melhor se faz quando o conhecimento que adquirimos é colocado em prática.