in

Ossos humanos são encontrados em caverna na Arábia Saudita

Arqueólogos ficaram intrigados pela origem das ossadas datadas de 7 mil anos atrás.

Archaeological and Anthropological Sciences

Arqueólogos descobrem caverna na Arábia Saudita, com milhares de ossos, com data de 7 mil anos atrás. De acordo com a análise, cerca de 14 espécies foram identificadas nas ossadas, dentre gados, cavalos, camelos, e até mesmo seres humanos.

Publicidade

Os ossos foram encontrados em ‘Umm Jirsan‘, está localizada em uma extensa rede de túneis, formados por atividades vulcânicas. Mathew Stewart, autor principal da pesquisa para a revista científica alemã, aponta que as hienas-riscadas podem ter sido os responsáveis pelo acúmulo dos ossos, a partir de um estudo de mordidas, e pelo hábito do animal de trazer as presas para a sua toca.

A pesquisa estava sendo realizada na região de Harrat Khaybar, desde 2007, mas somente há alguns meses os pesquisadores adentraram nas cavernas. Foram registrados 1.917 ossos e dentes no local, e através do processo de datação por carbono, foi atestado que os ossos tinham entre 439 a quase 7 mil anos.

Publicidade

Segundo os estudiosos, outro fator que aponta autoria pelas hienas, é devido à presença de ossos de crânios humanos, considerando que esses animais tinham histórico de revirar túmulos para se alimentarem e levarem alimentos para seus filhotes. “É sempre a calota craniana (calvária) que sobrevive”, disse Stewart.

Publicidade

A descoberta faz parte do Projeto Paleodesertos, cujo objetivo é o rastreio do processo de migração da civilização humana e animal pela Península Arábica. Vale ressaltar que, o projeto tem como principal obstáculo as altas temperaturas, que ressecaram os ossos, fazendo com que se quebrem sozinhos ou através do simples toque humano.

Publicidade

Stewart concluiu dizendo que, a descoberta é apenas a ponta do iceberg, pois a região ainda tem informações fundamentais a serem conhecidas, sobre a ecologia e ao ambiente do holoceno (Período Quaternário da Era Cenozoica do Éon Fanerozoico, que se iniciou há 11,65 mil anos).

Publicidade