in

Colesterol alto: conheça 4 sintomas perigosos que apontam que os níveis estão no limite

A condição não manifesta sintomas até se tornar grave e começar a provocar transtornos no dia a dia.

Shutterstock

Manter bons hábitos de alimentação saudável e atividade física regular é importante para ter uma boa saúde. Também é necessário fazer visitas regulares ao médico para realização de exames preventivos.

Publicidade

Por esse motivo, é sempre importante consultar o médico para fazer um checkup e ter certeza que está tudo bem. Somente é possível saber se o colesterol está através da realização de um exame de sangue. Para quem não sabe, o colesterol alto pode trazer sérios danos a saúde de uma pessoa.

Inclusive, quando o nível está no limite, o colesterol pode trazer problemas no tendão de Aquiles das pernas. Veja abaixo alguns sinais que indicam que você está com o colesterol alto e precisa procurar ajuda médica com urgência.

Publicidade

Dor nas pernas

Quando as artérias estão entupidas, quer dizer que o sangue rico em oxigênio não consegue circular corretamente e não atinge a parte inferior. Isso pode provocar a sensação de pernas cansadas e pesadas. Um sintoma comum é a dor pungente que pode acometer a perna, coxas e calcanhares. Esse incômodo geralmente ocorre quando se caminha mesmo uma distância pequena.

Publicidade

Cãibras

Sentir cãibras na região das pernas enquanto dorme é um outro sinal que pode indicar colesterol alto. Geralmente, os espasmos são sentidos no antepé, dedos ou calcanhar, sendo comum que a condição piore durante o período da noite.

Publicidade

Alteração na cor das unhas e da pele

A redução do fluxo de sangue pode fazer com que haja mudanças na cor da pele e das unhas. Isso acontece devido às células não receberem a nutrição certa, consequência da diminuição do fluxo sanguíneo que é o responsável por levar oxigênio e nutrientes pelo corpo.

Pés frios

O indivíduo que está com os níveis de colesterol alto podem sentir mais frio nos pés estando no inverno ou verão. Não se deve ignorar esse sintoma, sendo imprescindível buscar ajuda média. Vale ressaltar que somente o médico pode diagnosticar e prescrever o tratamento correto.

Publicidade
Publicidade