in

Crianças organizam protesto em escola reivindicando mais tempo de recreio e cartazes do manifesto viralizam

Ao estilo Diretas Já, as crianças usaram cartazes para fazer uma reivindicação de mais tempo para brincar no pátio.

G1

Manifestantes se reuniram com cartazes nas mãos e gritando palavras de ordem em uma escola da Região Centro-Sul de Belo Horizonte. O protesto tinha como objetivo pleitear melhorias para a classe, porém, não uma classe de trabalhadores, mas sim uma classe de estudantes.

Publicidade

A melhoria reivindicada? Um aumento na carga horária do recreio. Isso mesmo. A manifestação ao estilo Diretas Já foi composta por alunos com idade entre oito e nove anos de idade inconformados com o tempo previsto para o recreio.

O movimento foi idealizado por Cecília e Luisa, que tiveram a ideia de organizar o manifesto após aprenderem durante a aula de português o quanto os cartazes podem ser bons para a comunicação. E a estratégia deu certo. Foi apenas questão de tempo para que os cartazes viralizassem nas redes sociais.

Publicidade

Publicidade

“Ela e a melhor amiga dela tiveram a ideia de fazer cartazes para reivindicar aumento do recreio”, disse Sabrina, mãe de Cecília, que embora tenha preferido não dar o nome completo, se mostrou orgulhosa com a iniciativa da filha em correr atrás de melhorias para sua classe.

Publicidade

Embora pareça exagero, a manifestação das crianças visa recuperar direitos. Por conta da pandemia, o tempo destinado às brincadeiras do recreio foi reduzido. Anteriormente, os alunos contavam com 30 minutos para lanchar e brincar, agora, não mais que 15 minutos são dispensados para brincar no pátio e outros 15 para lanchar dentro de sala de aula, o que levou as crianças a reivindicarem a carga horária anteriormente disponibilizada.

Se a manifestação deu certo? Muito. Mesmo não sendo possível estender o tempo de recreio todos os dias, foi decidido em uma assembleia, onde se reuniram pais e representantes da escola, que o tempo para brincar no pátio será ampliado em três dias da semana, de forma que todas as turmas possam usufruir do benefício.

Publicidade
Publicidade

Escrito por Higor Mendes

Redator com três anos de experiência, apaixonado por história da Segunda Guerra Mundial, política, futebol e curiosidades em geral.