in

Curiosos são surpreendidos ao pesquisarem no Google Maps a mansão onde os von Richthofen foram assassinados

Quem procura a antiga mansão da família na ferramenta do Google, acaba surpreendido com o resultado.

G1

Quase duas décadas separam o dia do trágico assassinato do engenheiro Manfred Albert von Richthofen e de sua esposa, a psiquiatra Marísia von Richthofen, dos dias atuais. O crime, premeditado pela própria filha do casal, é lembrado por todos até hoje e voltou aos holofotes na última semana com o lançamento de dois filmes que abordam o caso.

Publicidade

A Menina que Matou os Pais e O Menino que Matou meus Pais são longas-metragens que abordam o ocorrido sobre dois pontos de vista: o de Suzane von Richthofen, interpretada pela atriz Carla Diaz, e de Daniel Cravinhos, na época namorado de Suzane e um dos autores dos assassinatos.

A morte dos progenitores da família von Richthofen se deu no dia 31 de outubro de 2002, no interior de uma mansão de classe alta de propriedade da família. O imóvel, localizado na zona sul de São Paulo, hoje é habitado por outra família sem nenhuma relação com os antigos donos.

Publicidade

Embora seja possível encontrar a localização da propriedade através do Google Maps, os mais curiosos que já tentaram realizar tal busca de fato a encontraram, porém, foram surpreendidos com um enorme borrão em cima do imóvel.

Publicidade

Publicidade

Não se sabe ao certo o que levou a companhia a desfocar a imagem da mansão, porém, as políticas do Google permitem que qualquer pessoa solicite tal cobertura para sua residência, carro ou até mesmo pessoa que apareça no Street View da plataforma.

A solicitação funciona como uma denúncia, onde o usuário expõe a razão pela qual está solicitando o desfoque e, em seguida, aguarda uma análise do Google quanto a aceitação, ou não, do pedido. Dentro os motivos aceitos como justificativa estão a presença de conteúdo sexualmente explícito, assédio e ameaças, discurso de ódio, conteúdo terrorista, abuso infantil e identificação pessoal.

Com isso, pode-se presumir que, com a finalidade de obter maior privacidade e fugir dos curiosos, os novos donos tenham realizado tal pedido tendo como justificativa os crimes ocorridos dentro da residência.

Publicidade
Publicidade

Escrito por Higor Mendes

Redator com três anos de experiência, apaixonado por história da Segunda Guerra Mundial, política, futebol e curiosidades em geral.