in

Vídeo: enfermeira se comove ao ver jovem com medo de agulha e a abraça durante a vacinação

Em um lindo gesto de empatia, jovem só conseguiu se acalmar depois do abraço

REPRODUÇÃO/TIK TOK Raianne Alves

Desde o início da vacinação contra a Covid-19 no Brasil, se tornou comum postar nas redes sociais vídeos e fotos do exato momento da imunização. Muitos postam para comemorar a chegada do grande momento, já outros o fazem para conscientizar as pessoas da importância de se tomar a vacina nesse período em que o mundo todo ainda luta contra a doença.

Publicidade

Em meio a esses vídeos, alguns se destacaram por expor pessoas que, mesmo adultas, sentem verdadeira fobia de agulhas. Seja por algum trauma antigo ou qualquer outro motivo, muitas dessas pessoas sentem tremedeira, ficam com pressão baixa e alguns chegam até a desmaiar.

Um desses vídeos porém, teve um final feliz e compensador para quem o assistiu. Raianne Alves, que também sofre com a fobia de agulhas, compartilhou o vídeo se sua vacinação no TikTok. No vídeo gravado por uma amiga, Raianne aparentava estar bastante nervosa, e por conta de uma tremedeira incessante, não conseguia deixar o braço parado para que a enfermeira pudesse lhe aplicar a vacina. Foi quando uma segunda enfermeira entrou em ação para acalmar Raianne.

Publicidade

Publicidade

Em um primeiro instante, a enfermeira segurou a mão de Raianne para lhe passar segurança. Como não houve resultado, a enfermeira a abraçou e em um lindo gesto de empatia, conseguiu acalmar a jovem, que enfim conseguiu ser vacinada.

Publicidade

No vídeo com o som original, é possível ver Raianne dizendo que não ia conseguir. A mulher por trás da gravação lhe aconselhou a fechar os olhos e ignora a agulha, mas nada disso adiantou. Somente o abraço da profissional de saúde conseguiu deixar a jovem mais calma para poder se vacinar.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Jean Marangoni

Influenciador digital responsável pelas páginas 'Mussum Sinceris' nas redes sociais, trabalho também com jornalismo online há 3 anos. Para sugestões entre em contato: jeanmarangoni@gmail.com