in

Cuidado! Estes 4 hábitos comuns do dia a dia podem deteriorar sua saúde e te levar à morte

Neste artigo, você irá encontrar alguns hábitos que muitas pessoas tem no dia a dia e que são prejudiciais à saúde.

Reprodução/Crello

Seja por falta de conhecimento ou de interesse na busca pelas informações, ou simplesmente por um descuido próprio, muitas pessoas mantêm diariamente alguns hábitos extremamente prejudiciais à saúde. Neste artigo traremos algumas informações fundamentais para que você possa ter uma vida saudável.

Publicidade

Hábitos comuns e que são prejudiciais à saúde

Assistir TV: assistir televisão é um hábito comum de milhões de pessoas diariamente, no entanto, muitos sequer imaginam o quão ruim isso pode ser para sua saúde. O que muita gente não sabe é que a cada uma hora assistida, as pessoas perdem 22 minutos de vida. Ou seja, caso assista à TV por 6 horas diárias, uma pessoa pode vir a morrer até 5 anos mais rápido.

Respirar em ambientes fechados: você sabia que o ar da sua casa é até 4 vezes mais poluído que o ar da rua? Essa poluição se dá através de compostos orgânicos voláteis, ou simplificando, devido à tinta e também produtos de limpeza. Os danos são diversos e rins, fígado e o sistema nervoso são os mais afetados.

Publicidade

Beber suco de fruta: é bem verdade que o suco natural é mais saudável do que os industrializados, no entanto, há dióxido de enxofre (utilizado para preservar o produto) na grande maioria das frutas secas. Os pulmões e os nervos podem ser afetados, por isso é necessário ver a quantidade consumida e fazer acompanhamento médico.

Publicidade

Comer fast-food e pipoca de micro-ondas: cientistas em Toronto fizeram uma pesquisa e descobriram que os produtos químicos utilizados na embalagem também se misturam à comida, sendo a maioria deles cancerígenos e prejudiciais à sua saúde.

Publicidade

Acompanhamento médico

Apesar de todas as informações trazidas acima, é importante ressaltar a importância de um acompanhamento médico adequado. Cada organismo reage de uma forma aos alimentos, por exemplo, e por este motivo, o ideal é consultar um nutricionista.

Publicidade
Publicidade
Publicidade