in

5 dicas para evitar o aparecimento da bronquiolite; doença levou filho do ator Malvino Salvador para UTI

A doença costuma acometer os menores de dois anos e tem maior incidência no inverno.

Instagram/Malvino Salvador

Malvino Salvador e sua esposa Kyra Gracie estão passando por um momento dramático na família. O filho caçula do ator, o pequeno Rayan de apenas cinco meses está internado na UTI – Unidade de Terapia Intensiva. O motivo da internação do bebê é bronquiolite.

Publicidade

A bronquiolite é uma inflamação que atinge os pulmões e costuma acometer as crianças com menos de dois anos de idade. O ator e a esposa postaram uma fotografia em que aparecem com o filho no colo já no hospital. Ao compartilhar a imagem, a lutadora Kyra Gracie dividiu com os seguidores o momento delicado que está passando com o filho.

Ela contou que o pequeno teve uma piora durante a madrugada e relatou que foi necessário internar o filho. A lutadora fez questão de ressaltar que o menino está sendo muito bem cuidado e deixou claro o seu otimismo na recuperação de Rayan. “Infelizmente, meu bebê está doente. O Rayan pegou uma bronquiolite, e estamos no hospital. Vai dar tudo certo”, dizia um trecho da mensagem.

Publicidade

Bronquiolite

Infecção viral comum nos pequenos, provoca uma inflamação nas vias aéreas mais estreitas do pulmão, que são chamadas de bronquíolos. Na maior parte dos casos, a criança melhora sem a necessidade de um tratamento específico. Contudo, alguns pacientes podem ter sintomas mais intensos e necessitar de internação, como é o caso do filho do ator Malvino Salvador.

Publicidade

Os principais sintomas da enfermidade são: respiração rápida, chiado durante a respiração, redução no apetite, dificuldade para poder dormir, cansaço, irritabilidade e alargamento das narinas ao respirar. Além disso, nos primeiros dias da infecção a bronquiolite pode provocar sintomas parecidos com o de um resfriado ou gripe, como febre, congestão nasal, coriza e tosse persistente.

Publicidade

Os pais podem ficar assustados com os sintomas, mas geralmente a doença não é considerada grave. Algumas dicas simples podem evitar o aparecimento do problema.

  • Evitar que a criança tenha contato com outros pequenos que estejam gripados ou resfriados;
  • É importante lavar as mãos antes de pegar o bebê, principalmente quando se teve contato com outras pessoas;
  • Manter as superfícies e os brinquedos da criança sempre limpos;
  • Vestir o bebê com roupas adequadas evitando alterações de temperatura bruscas; e
  • Evitar ir em ambientes que tenham muita poeira ou fumaça.

Vale ressaltar a importância de uma avaliação do pediatra assim que você notar sinais de que algo não vai bem com o bebê. Somente o médico pode dar o diagnóstico correto e prescrever o tratamento adequado.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Shyrlene Souza

Redatora na web desde 2016, formada em ciências contábeis, apaixonada pela redação desde criança. Escrevo sobre assuntos diversos, famosos, maternidade e notícias que se destacam no Brasil e no mundo.