in

O Beijo da Vida: a coragem de um homem ao salvar um colega da morte e a foto que mudou a vida de um retratista

A fotografia de Rocco Morabito levou o prêmio Pulitzer em 1968 e hoje ainda emociona quem lê sua história incrível pelo mundo afora.

FOTO REPRODUÇÃO I FOTOGRAFO ROCCO MORABITO

Esse artigo conta a história de um retratista que em julho de 1967, estava entediado dirigindo seu automóvel nas proximidades da West 26th Street , quando um acaso da vida transformou sua trajetória em sucesso. Rocco Morabito, fotógrafo do Jacksonville Journal, seguia rumo a cobertura de um evento de pouca importância quando tudo aconteceu.

Publicidade

Dois operadores eletricistas faziam a manutenção rotineira na rede elétrica quando um dos profissionais chamado de Champion, acabou tocando em uma das linhas de alta tensão no topo do poste. Champion recebeu de acordo com a UOL, mais de 4.000 volts de descarga elétrica em seu corpo. O coração do eletricista parou de bater imediatamente.

Para se ter uma ideia, uma cadeira elétrica usa o equivalente de 2.000 volts. Por sorte, Champion ficou seguro pelo cinto de proteção e tinha seu colega de trabalho por perto na hora do acidente. Thompson, que estava trabalhando na escada abaixo do colega quando o fato aconteceu, prontamente iniciou o socorro, fazendo respiração boca a boca em Champion.

Publicidade

Foi nesse exato momento, que a atenção de Rocco Morabito foi focada diretamente na movimentação que o acidente provocou em quem passava pelo local. O fotógrafo instintivamente parou seu carro, pegou sua máquina fotográfica e começou registrar a tentativa de Thompson salvar o colega. Felizmente Champion mostrou sinal de vida logo após ser socorrido pelo companheiro e as pessoas que estavam por perto antes da ambulância chegar e tomar a rédea da situação.

Publicidade

Ameaçado de ser demitido por não cobrir o evento ao qual foi designado, Rocco Morabito foi salvo pela foto que tirou dos dois eletricistas. A fotografia foi publicada nos jornais de todo o mundo e ganhou o Prêmio Pulitzer em 1968. O Chefe editor do retratista chamou a foto de o “beijo da vida”.

Publicidade

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Valeria Soares

Aqui você fica por dentro de tudo que acontece no mundo dos famosos e muito mais.