in

Prova de amor: motoboy corre 428 km do RJ até SP para entregar músicas da esposa a produtor musical

Em 4 dias e 13 horas, ele correu sem nenhum tipo de suporte logístico para levar o trabalho de sua esposa ao especialista.

G1

Para o amor não existe fronteiras. Pelo menos não entre o Rio de Janeiro e São Paulo. Seguindo o ideal do trecho da música de Frejat, “iria a pé do Rio a Salvador”, o motoboy Jeovanni Alcântara, de 38 anos, não chegou a Salvador, mas correu do Rio a São Paulo para incentivar a carreira de sua esposa.

Publicidade

Luna Labelle, cônjuge do maratonista honorário, é cantora e compositora e teve suas músicas levadas pelo esposo até a capital paulista a fim de chegarem às mãos do produtor musical Rick Bonadio.

O motoboy deixou sua casa, em Vista Alegre, Zona Norte do Rio, às 4h do dia 24 de maio e correu, sem qualquer tipo de suporte ou apoio, 428 quilômetros até São Paulo, mais precisamente no bairro Jardins, onde se localiza a produtora Midas.

Publicidade

Jeovanni correu cerca de quatro dias para entregar o material de sua esposa para Bonadio, porém, no dia em que o rapaz chegou na produtora Rick não pode ir trabalhar por questões de saúde.

Publicidade

Sem opção, o marido de Luna acabou tendo que deixar o pen-drive com as músicas de sua esposa em posse de uma assistente do produtor. No mesmo dia o motoboy retornou ao Rio de Janeiro, porém, de ônibus.

Publicidade

Tamanho sacrifício e prova de amor não poderia ser em vão. De acordo com Jeovanni, Bonadio usou seu perfil no Twitter para dizer que recebeu o material que viajou com o rapaz por mais de 428 quilômetros e que iria analisa-lo com carinho. Além disso, o produtor também teria solicitado o contato da autora do trabalho, Luna.

“Deve chover gente batendo na porta do Rick Bonadio. E-mail, telefonema, todo mundo faz. Para que ele me recebesse, tinha de fazer diferente”, explicou o rapaz.

Além disso, ele explicou também que uma frase de seu ídolo, o ultramaratonista americano David Goggins, lhe serviu de grande inspiração para este feito: “Seja o incomum entre os incomuns”. Jeovanni queria surpreender Bonadio e acabou surpreendendo o Brasil.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Higor Mendes

Redator com três anos de experiência, apaixonado por história da Segunda Guerra Mundial, política, futebol e curiosidades em geral.