in

De Volta Para o Futuro: homem é flagrado flutuando em prancha voadora em rua dos EUA

O vídeo viralizou nas redes sociais e internautas levantaram diversas hipóteses a respeito do equipamento usado por ele.

Reprodução/Twitter

Quem viveu na década de 80 jamais imaginou que um dia fosse, de fato, ver algum ser humano realizando voos no maior estilo De Volta Para o Futuro 2. Isso até Marty McFly aparecer andando de skate voador pela cidade. Ao que tudo indica, agora em 2021 essa pode ser uma realidade muito próxima.

Publicidade

Pode parecer ficção, mas acredite, um homem foi flagrado flutuando por uma rua dos Estados Unidos em cima de uma prancha voadora. O vídeo viralizou nas redes sociais e um usuário o compartilhou com a legenda “este homem está vivendo em 2030”. 

Diversos internautas levantaram suspeitas a cerca do equipamento utilizado pelo homem voador. Alguns o compararam com a prancha usada pelo vilão e inimigo do Homem-Aranha, o Duende Verde, presente no filme Homem Aranha, de 2002.

Publicidade

Sem truques, sem efeitos especiais e sem mais delongas, o vídeo é, de fato, verdadeiro. Porém, como foi esclarecido pela própria pessoa responsável por grava o vídeo, o dispositivo utilizado pelo homem não se trata de um skate ou mesmo de uma prancha, mas sim um drone de uma empresa de tecnologia.

Publicidade

No site, a empresa relata que sua intenção é trazer os hoverboards das telinhas da ficção para a realidade, fazendo-os flutuar com o auxílio de oito hélices. Atualmente, o voo mais longo já registrado com um hoverboard da empresa alcançou incríveis 275,9 metros e foi registrado pelo Guiness Book.

Publicidade

Para aqueles mais empolgados que não aguentam de ansiedade para testar o equipamento, estes terão que aguardar um pouco. Isso porque os drones ainda não estão com a venda aberta ao público. Além disso, de acordo com o site TMZ, quem quiser voar com um brinquedinho desse terá que desembolsar a bagatela de cerca de US$ 20 mil, algo em torno de R$ 108,7 mil.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Higor Mendes

Redator com três anos de experiência, apaixonado por história da Segunda Guerra Mundial, política, futebol e curiosidades em geral.