in

Após ter o pai assassinado, menino que vende balas vê PM realizar seu sonho: ‘Não acredito que é você’

Menino foi procurado pelo PM no dia em que estava no enterro do pai, assassinado no interior de São Paulo.

Razões Para Acreditar

Uma história triste pôde ter um pouco de alegria na cidade de Birigui, interior de São Paulo. Felipe tem apenas 10 anos e já leva vida de gente grande. O menino ajuda a família todos os dias vendendo balas no semáforo.

Publicidade

O policial militar André Souza foi procurado por uma mulher, que contou a ele a história de Felipe, dizendo que o sonho da criança era um dia ter uma bicicleta. André tem um projeto social há quatro anos, do qual ele reforma bicicletas usadas e doa para crianças carentes.

Naquela semana, ele estava com uma bicicleta para reformar e já tinha uma certeza: ela seria de Felipe. Tudo pronto após a reforma, ele foi entregar o presente junto a mulher que o procurou para contar o caso. O problema é que ao chegar na casa humilde do menino, foram informados que ele não estava, pois foi no velório do pai, que havia sido assassinado.

Publicidade

Diante da terrível situação, André optou por ir embora e deixar a família em paz nesse momento difícil, respeitando seu luto. Dias depois, André estava trabalhando, em uma viatura, quando Felipe oferece doces no semáforo. Ele perguntou o nome do menino e ele disse que era Felipe.

Publicidade

O policial perguntou como que Felipe ia para o semáforo trabalhar todos os dias e a criança disse que ia a pé. André brincou que ele precisava de uma bicicleta. O menino então disse que um policial foi lhe dar uma bicicleta, mas no dia que ele chegou em sua casa, ele não estava, pois foi ao enterro do pai, abaixando a cabeça com tristeza. André ficou comovido com a cena e afirmou para Felipe: “Pode esperar que esse policial vai trazer a bicicleta para você”.

Publicidade

Dias depois, André retornou ao endereço do menino, que ficou surpreso com o que viu, exclamando: “ah, você que é o policial! Não acredito que é você que vai me dar a bicicleta!”.

André conta que a criança subiu na bicicleta, explodindo de alegria. Felipe ficou tão contente que tomou uma decisão: quando crescer quer ser policial, como André.

Publicidade
Publicidade

Escrito por Guti M

Redator de entretenimento e curiosidades