Solteiros entram no Tinder durante a pandemia querendo algo que muitas mulheres recusam

A plataforma se tornou um refúgio para aqueles que estão sozinhos em casa.

PUBLICIDADE

Nos Estados Unidos, o Tinder decidiu fazer uma pesquisa com alguns milhares de usuários da plataforma para tentar descobrir quais seriam as principais mudanças de comportamento em decorrência da pandemia causada pela Covid-19, e ficou surpreso com o resultado.

PUBLICIDADE

Desde o início da pandemia que o Tinder vem registrando um aumento na base de usuários e um dos motivos seria a restrição de circulação em quase todos os países do mundo.

De acordo com a empresa, esses novos usuários estão recorrendo à plataforma porque se sentem solitários e acham que pode ser um bom momento para novas amizades e até algo mais, apesar do distanciamento imposto pelas autoridades.

Entre as curiosidades que esta pesquisa mostrou, uma delas é que os homens querem apenas andar por aí de mãos dadas. Os jantares em restaurantes estão proibidos, os bares ficam fechados, em algumas cidades foi decretado toque de recolher, então os encontros são em locais abertos e nada de motel depois, apenas uma volta de mãos dadas.

Mas muitas mulheres acabam recusando essa proposta porque ainda acham que é arriscado. Para algumas, ao menos por enquanto, o interessante é ficar conversando à distância, procurando melhor conhecer o outro, sem contato presencial.

PUBLICIDADE

Apesar de tudo isso, a pesquisa mostrou que uma frase muito usada atualmente entre os usuários mostra que elas estão à procura de amigo, mas não descartam a possibilidade de se apaixonarem, porém, sem pressa.

Os encontros virtuais também estão se popularizando e acontece até jantar à luz de velas, mas à distância. Ambos preparam a mesa, cada um em sua casa e abrem a câmera do celular. Assim, vão jantando à distância, se vendo e conversando, na esperança de que algum dia possam fazer isso ao vivo, caso o relacionamento virtual não termine antes da pandemia.